Suspeito de matar pai e irmã está preso na delegacia por falta de vagas em presídios do Planalto Norte - Segurança - A Notícia

Versão mobile

 

Duplo homicídio21/09/2018 | 15h45Atualizada em 21/09/2018 | 15h45

Suspeito de matar pai e irmã está preso na delegacia por falta de vagas em presídios do Planalto Norte

Defesa do suspeito também aguarda a decisão de alocação dele em sala de unidade militar 

Suspeito de matar pai e irmã está preso na delegacia por falta de vagas em presídios do Planalto Norte Arquivo Pessoal/Reprodução
Imagens de câmera de segurança mostram o suspeito caminhando no pátio da empresa no horário do crime Foto: Arquivo Pessoal / Reprodução
A Notícia
A Notícia

Osmar Unisesky Junior, suspeito de matar o pai e a irmã em São Bento do Sul, permanece preso na Delegacia de Polícia da cidade aguardando uma vaga em uma unidade prisional da região. De acordo com o delegado Gustavo Muniz Siqueira, da Divisão de Investigação Criminal (DIC), o mandado de prisão preventiva foi expedido pelo Judiciário na noite desta quinta-feira (20). O homem havia se apresentado à polícia horas antes.

A prisão foi solicitada pela polícia com base nas imagens das câmeras de segurança da cena do crime. Com a expedição do mandado, o delegado solicitou o pedido de vaga no sistema prisional ao Departamento de Administração Prisional (DEAP) na noite de quinta, e agora aguarda a decisão do órgão para transferir o preso. A solicitação de uma posição acontece porque São Bento do Sul ainda não conta com um presídio e a unidade de Mafra, que recebe os presos da cidade, está interditada judicialmente por causa da superlotação.

Segundo o Deap, por causa da interdição no Presídio de Mafra, o preso deve ser recolhido na delegacia ainda nesta sexta e encaminhado para uma unidade carcerária da região. Entretanto, até as 15h30 desta sexta-feira, o departamento ainda não tem indicação de qual presídio irá receber o suspeito de matar o pai e a irmã.

"Era um pai que todo mundo gostaria de ter", diz amigo após morte de pai e filha em São Bento do Sul

Defesa solicita sala de estado maior

Como o suspeito é advogado, houve um pedido por parte da defesa para a alocação dele em uma “cela” especial. O local é previsto em lei e destinado à prisão de advogados, juízes e procuradores. O espaço é oferecido em uma sala em unidade militar e não pode ter grades nas janelas.  De acordo com o advogado de defesa, Alexander Josué Vieira do Prado, o suspeito aguarda a destinação dele para esta sala de estado maior "devido à prerrogativa de advogado".

Desde a apresentação, Osmar Júnior se manteve em silêncio e preferiu não se pronunciar durante o interrogatório. Três pessoas ainda devem ser ouvidas pela Polícia Civil durante esta sexta-feira e, conforme Siqueira, outras pessoas ainda poderão ser chamadas no decorrer das investigações.

O delegado ainda aguarda os resultados dos laudos periciais nas armas e telefones apreendidos para corroborar com as investigações. A previsão é que o inquérito seja concluído em 30 dias.

O crime: 

O caso aconteceu por volta das 20 horas, na rua Cezario Marchinhak, bairro Brasília, onde havia uma transportadora e a casa do idoso. O filho teria assassinado Osmar, de 61 anos, a tiros na área externa e depois matado Francielle, de 19 anos, dentro do escritório da empresa.

Os disparos contra a irmã teriam sido efetuados do lado de fora, por uma janela, e atingido a vítima na cabeça, enquanto ela ligava para a Polícia Militar para pedir ajuda. Segundo a PM, no momento da ligação, um operador da unidade teria ouvido disparos pelo telefone.

 Pai e filha mortos a tiros na noite de terça-feira em São Bento do Sul serão velados a partir das 13 horas desta quarta-feira na Capela Mortuária São Bento. O sepultamento acontece às 8h30 de quinta-feira no Cemitério de Postema, em Campo Alegre, também no Planalto Norte de Santa Catarina.O caso aconteceu por volta das 20 horas na rua Cezario Marchinhak, no bairro Brasília, onde funcionava uma transportadora da família. Segundo a Polícia Militar, o autor  dos disparos teria sido o filho da vítima, de 34 anos, que está foragido.
Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Leia mais:
Pai e filha mortos a tiros serão velados nesta quarta-feira em São Bento do Sul
Homem é suspeito de matar pai e irmã em São Bento do Sul, Planalto Norte de SC
"Era um pai que todo mundo gostaria de ter", diz amigo após morte de pai e filha em São Bento do Sul


 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaMenina precisou superar morte do pai dez dias antes da seletiva para Escola Bolshoi, em Joinville https://t.co/hvrEXml9cf #LeianoANhá 19 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaBasquete Joinville vence o Vasco no Rio de Janeiro https://t.co/w4uTaX38zZ #LeianoANhá 9 horas Retweet
A Notícia
Busca