Consumo de drogas na Praça Dario Salles ocorre mesmo com presença da Guarda Municipal, em Joinville - Segurança - A Notícia

Versão mobile

 

Segurança11/09/2018 | 16h34Atualizada em 11/09/2018 | 16h34

Consumo de drogas na Praça Dario Salles ocorre mesmo com presença da Guarda Municipal, em Joinville

Flagrante foi feito na manhã desta terça-feira (11) pela reportagem da NSC Comunicação

Consumo de drogas na Praça Dario Salles ocorre mesmo com presença da Guarda Municipal, em Joinville NSC TV/Reprodução
Homem faz uso de drogas em plena luz do dia dentro da área circundada por tapumes na Guarda Municipal de Joinville Foto: NSC TV / Reprodução

Nem mesmo as rondas da Guarda Municipal de Joinville são capazes de inibir o tráfico e o consumo de drogas à luz do dia na Praça Dario Salles, na região central de Joinville, conforme flagrante feito pela reportagem de “AN” nesta semana. Na manhã desta terça-feira (11), a equipe da NSC Comunicação voltou até a praça - circundada por tapumes e usada como apoio para as obras de macrodrenagem do rio Mathias - e notou que o uso de entorpecentes acontecia livremente mesmo com uma viatura parada a poucos metros do local.

Segundo moradores e comerciantes a situação se repete diariamente e eles afirmam haver aumento da sensação de insegurança nas proximidades do espaço público. “Gostaríamos de trabalhar até um pouco mais tarde, mas não conseguimos porque depois das seis da tarde não dá, o risco é muito grande”, conta o comerciante Vladimir Brito, que teve sua loja arrombada no final do mês passado. Devido a situação os moradores decidiram encaminhar uma petição à Prefeitura e à Polícia Militar pedindo a retirada de tapumes do local e mais segurança.

As rondas nos equipamentos públicos municipais chegam a ser realizadas por agentes da Guarda Municipal de Joinville, no entanto, o departamento tem como prioridade monitorar as entradas e saídas das unidades escolares. Nos demais horários do dia são feitas as ações em outros pontos da cidade, conforme destaca Eduardo Ferraz, coordenador do órgão. 

— A Guarda Municipal possui como foco principal a atuação nas escolas, direcionado pelo executivo, só que mesmo assim dentro das suas possibilidades tem buscado agir de forma integrada e também individual na região central. Nos últimos 6 meses fizemos em torno de 60 abordagens através de denúncias dos próprios munícipes nessas praças e dessas abordagens, em torno de oito pessoas foram conduzidas à delegacia por posse de entorpecentes — afirma ele.

Aumento de efetivo

Apesar disso há o reconhecimento de que é necessário haver aumento de efetivo para atender melhor as demandas da população por mais segurança. Hoje a Guarda Municipal conta com 39 agentes que trabalham por escala, sendo que, por dia, cerca de oito guardas circulam por Joinville.

A expectativa é de que essa realidade possa mudar com o aumento do número de agentes em parques, praças e locais de grande movimentação, além de intensificar a interação com equipamentos de monitoramento.

— Atualmente o trabalho em si ocorre somente com a nossa presença física para dar o mínimo de segurança para população, continuamos fazendo abordagens e, confirmados atos ilícitos, efetuamos os flagrantes. Acreditamos que com aumento do nosso efetivo possivelmente no ano que vem, já que há expectativa do próprio executivo em contratar mais guardas e, também com a tecnologia, que contribui na probabilidade do flagrante em si e de caracterizar o tráfico, isso vai facilitar o trabalho da guarda — aponta Eduardo Ferraz.

Ações da Polícia Militar

Ao que compete à Polícia Militar, o tenente-coronel Jofrey Santos Silva, comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar (PM), garante que verifica todas as denúncias de consumo de drogas na região e uma câmera de segurança posicionada ao lado da praça também tem servido para a realização de flagrantes no local. Ainda segundo o comandante, além de usuários de drogas, locais como a Praça Dario Salles também são frequentados por moradores de rua e, neste caso, são necessárias ações de assistência social por parte da Prefeitura.

O que diz a prefeitura

Em nota, a administração municipal informou que uma parte da Praça Dario Salles está servindo, provisoriamente, de suporte à construção da estação de bombeamento, que faz parte das obras de macrodrenagem do rio Mathias. Quando os trabalhos forem finalizados, o espaço será revitalizado. O município reitera ainda que a Guarda Municipal realiza rondas em áreas com bens públicos e, seguidamente, faz detenção em flagrantes de casos envolvendo tráfico de drogas. As pessoas podem fazer denúncias pelo telefone 153.

 
A Notícia
Busca