Companhia de Aviação da PM de Joinville atende em média duas ocorrências por dia - Segurança - A Notícia

Versão mobile

 

Segurança12/09/2018 | 07h05Atualizada em 12/09/2018 | 07h05

Companhia de Aviação da PM de Joinville atende em média duas ocorrências por dia

Metade dos atendimentos realizados na região Norte e Nordeste de Santa Catarina são de resgates

Companhia de Aviação da PM de Joinville atende em média duas ocorrências por dia Salmo Duarte/A Notícia
Na terça-feira, a equipe de policiais participou de treinamento para resgate em locais de difícil acesso Foto: Salmo Duarte / A Notícia

A equipe da 2ª Companhia de Aviação  da Polícia Militar realiza em torno de 700 atendimentos por ano, uma média de dois por dia, com o helicóptero Águia. Todos eles são feitos em uma região que abrange 45 cidades, com uma população estimada de 2 milhões de pessoas. Segundo o major Cota, praticamente metade das ocorrências são de resgates, enquanto a outra parte tem relação com à demanda policial.

Ele explica que a 2ª Companhia de Aviação trabalha muito com o conceito de apoio à outras unidades. Um exemplo é o transporte de pacientes do local da ocorrência para um hospital de referência ou a transferência de uma pessoa internada em uma unidade para outra. Também existe a atuação na recuperação de veículos roubados, apreensão de armamentos e apoio em operações noturnas.

Para estarem preparados para todas essas ocorrências, as equipes são preparadas com treinamentos de atendimento pré-hospitalar, de tiro e técnica policial. Tudo é distribuído ao longo do ano com atividades realizadas a cada 15 dias. A partir da segunda quinzena de outubro, por exemplo, começam os treinamentos para resgate no mar, visando o início da operação veraneio, no fim do ano.

Na terça-feira, 11 de setembro, a equipe parou para realizar um treinamento para resgate de vítimas em locais de difícil acesso. O objetivo foi a requalificação da equipe para atender às demandas dessa natureza, que se tornam mais frequentes nesta época do ano em Joinville e região.

O exercício faz parte do calendário anual de treinamentos da companhia. Como é uma unidade que faz diversos tipos de atendimento, os 12 tripulantes operacionais e sete pilotos membros da equipe precisam passar pela requalificação. Segundo o major Iagã Cota, isso faz com que todos estejam aptos para quando surgirem as ocorrências. 

Leia mais:
Policiais de Joinville fazem treinamento de resgate de vítimas em locais de difícil acesso


 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaStartups de Joinville compartilham experiências com público nesta terça-feira https://t.co/HJNBPAIUI5 #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaFocos do mosquito da dengue mais que dobraram em 2018 em Joinville https://t.co/8M4AO0AAm8 #LeianoANhá 2 horas Retweet
A Notícia
Busca