Crimes ambientais em Joinville passam a ser investigados em delegacia especializada - Segurança - A Notícia

Versão mobile

 

Meio ambiente29/08/2018 | 08h53Atualizada em 29/08/2018 | 09h42

Crimes ambientais em Joinville passam a ser investigados em delegacia especializada

A 2ª Delegacia de Polícia Civil, localizada no bairro Fátima, investiga os crimes desde março deste ano

Crimes ambientais em Joinville passam a ser investigados em delegacia especializada Salmo Duarte/A Notícia
Dentre as ocorrências frequentes estão os manguezais aterrados irregularmente para depois receberem construções ilegais Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Os crimes ambientais ocorridos em Joinville agora são investigados em local específico e especializado. A 2ª Delegacia de Polícia Civil, no bairro Fátima, na zona Sul, tem se responsabilizado pelas apurações de delitos desta natureza.  

Os crimes ambientais estão dispostos na lei 9.605, de fevereiro de 1998, que determina que qualquer dano ou prejuízo causado ao meio ambiente ou a elementos que o compõem, como flora, fauna e recursos naturais, devem ser identificados e os responsáveis punidos. Levantamento da unidade policial aponta que cerca de 50 inquéritos policiais destes delitos foram instaurados nos cinco meses de atuação  da especializada. 

A portaria que oficializou a concentrando das investigações de crimes ambientais na 2a DP foi publicada em julho deste ano. O documento, assinado pela delegada regional Tânia Harada, determinou que todos os delitos ocorridos em Joinville e na área de gestão da 2ª Delegacia Regional de Polícia (2ª DRP) podem ser encaminhados à unidade policial do bairro Fátima.

Operações motivaram início da especialização

Segundo o delegado Larry Marcelo Rosa, responsável pela investigação dos crimes ambientais, a quantidade significativa de casos que degradam o meio ambiente e as operações para o combate desses delitos na cidade, motivaram o início das atividades de uma unidade que atuasse de maneira especializada na apuração dos fatos.

— Visualizou-se uma demanda existente para a investigação especifica desses casos, surgindo à iniciativa da delegada regional, Tânia Harada, em criar uma especialização neste sentido — explica Rosa. 

 JOINVILLE,SC,BRASIL,28-08-2018.Crime de descarte  irregular de resíduos sólidos e contrução irregula em área de preservação permanente.(Foto:Salmo Duarte/A Notícia)
Despejo de resíduos sólidos em áreas proibidas também são investigadas pela 2ª DPFoto: Salmo Duarte / A Notícia

A delegacia do Fátima atende nove bairros da zona Sul da cidade. A unidade continua investigando outros crimes que acontecem na região, como contra o patrimônio ou relacionados ao tráfico de drogas. Porém, há alguns meses, recebeu mais essa atribuição. Agora, todos os inquéritos de crimes ambientais, inclusive os que tramitavam em outras delegacias, foram encaminhados à unidade para apuração. 

Existe um estudo para manter na 2ª DP somente a investigação especializada de crimes ambientais, mas ainda sem previsão para ocorrer. 

Outros delitos relacionados 

Durante a apuração dos inquéritos, em alguns locais onde foram registrados crimes contra o meio-ambiente também foi verificado a incidência de outros tipos de criminalidade. Em uma das áreas na zona Sul, por exemplo, a polícia verificou que a região é dominada por uma organização criminosa que atua no Estado, assim como o envolvimento de pessoas presas em crimes de roubo.

Veja os crimes ambientais mais comuns praticados em Joinville

ONDE DENUNCIAR
- 2ª Delegacia de Polícia Civil de Joinville
Endereço: rua David dos Réis, S/N, bairro Fátima.

- Disque-denúncia da Polícia Civil: 181

- Por aplicativo de mensagem: (48) 98844-0011

 
A Notícia
Busca