Criança é baleada após tentativa de assalto em Araquari, no Norte de SC - Segurança - A Notícia

Versão mobile

 

Violência11/05/2018 | 09h17Atualizada em 11/05/2018 | 12h20

Criança é baleada após tentativa de assalto em Araquari, no Norte de SC

Menino de nove anos estava dentro de um carro que foi atingido por tiros

Criança é baleada após tentativa de assalto em Araquari, no Norte de SC Cinthia Raasch/NSCTV
Foto: Cinthia Raasch / NSCTV
A Notícia
A Notícia

Uma criança, de nove anos, foi baleada durante uma tentativa de assalto em Araquari, no Norte de Santa Catarina. O menino estava dentro de um carro em frente a uma mercearia, quando assaltantes atiraram contra o veículo. O crime ocorreu às margens da BR-280, no bairro Porto Grande, por volta das 19 horas desta quinta-feira. 

A tentativa aconteceu quando o dono do comércio estava fechando o estabelecimento. De acordo com o relato do proprietário à NSCTV, um amigo teria ido buscá-lo no início na da noite, porque eles iriam comprar presentes para o dia das mães. Enquanto esperava o proprietário fechar o local, o amigo estacionou o carro em frente a mercearia.  

Neste momento, três homens se aproximaram em um carro Gol. Dois deles saíram do carro apontando armas em direção ao dono e ao amigo. O proprietário entrou rapidamente no veículo para fugir, então os assaltantes começaram a atirar.  

Dentro do automóvel também estava uma mulher e mais duas crianças, a criança baleada e mais um menino de quatro anos. O dono relatou à polícia que ouviu cerca de cinco disparos, três teriam atingido o carro. O menino foi baleado nas costas e encaminhado pelos bombeiros ao Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, em Joinville. 

De acordo com a assessoria do hospital, o menino deu entrada no local com ferimento na região do tórax, passou por procedimento cirúrgico e está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado estável. O proprietário ainda contou que possui o estabelecimento no local há quatro anos e neste período já sofreu com outros sete assaltos. Em uma das ocasiões, este casal de amigos chegou a ser feito de refém. 

Segundo a Polícia Civil, os homens que atiraram contra o grupo são suspeitos de ter cometido outros assaltos na região e de integrar uma quadrilha de assaltantes. Após o crime, os criminosos fugiram em um carro Gol. Até o momento, ninguém foi preso. 

 
A Notícia
Busca