Áudio de piloto revela tranquilidade antes de voo de helicóptero que caiu em Joinville - Segurança - A Notícia

Versão mobile

 

Queda de aeronave22/03/2018 | 17h00Atualizada em 22/03/2018 | 21h19

Áudio de piloto revela tranquilidade antes de voo de helicóptero que caiu em Joinville

NSC TV teve acesso a gravação com exclusividade; Mãe do único sobrevivente revela medo com o futuro do filho

Áudio de piloto revela tranquilidade antes de voo de helicóptero que caiu em Joinville NSC TV/Reprodução
Aeronave caiu cerca de 20 minutos depois de decolar Foto: NSC TV / Reprodução

Duas semanas depois da queda do helicóptero que matou três pessoas na Zona Sul de Joinville, no dia 8 de março, a NSC TV conseguiu com exclusividade o áudio do último contato do piloto com a torre de comando. Na gravação, Antônio Aguiar, de 57 anos, que conduzia a aeronave aparenta tranquilidade momentos antes de alçar voo. Essa informação corrobora com a suspeita da polícia de um possível anúncio de sequestro durante o trajeto entre Penha e Joinville.

Duas semanas após o acidente, o que já se sabe sobre a queda do helicóptero em Joinville

No áudio, o piloto dá as coordenadas do voo. Ele foi uma das vítimas fatais da queda, junto com o auxiliar de pista Bruno Siqueira, de 20 anos, e Ivan Ferreira, de 24, um dos passageiros que contratou o fretamento da aeronave com a empresa de táxi aéreo Avalon. O quarto ocupante, Daniel da Silva, 18, permanece internado no Hospital Municipal São josé. Ele fretou a aeronave por R$ 3,1 mil.

— Decola (em) aproximadamente cinco minutos para sobrevoo em Joinville. Tempo de voo aproximadamente 55 minutos — disse Antônio na ocasião. 

Depois do contato, o helicóptero partiu de Penha por volta das 15h20 de quinta-feira e caiu cerca de 20 minutos depois entre residências, no bairro Paranaguamirim, distante a cerca de dois quilômetros da Penitenciária de Joinville. No dia do fato, a Polícia Civil confirmou sequestro da aeronave e encontrou duas armas em meio aos destroços. O equipamento e partes da aeronave ainda passam por perícia.

Em contrapartida, a Polícia Federal não dá detalhes da investigação, mas já ouviu mais de dez testemunhas e efetua várias diligências na tentativa de elucidar o caso. Um das hipóteses levantadas seria a de que Daniel, que possui passagens pela polícia, tentaria usar o helicóptero para resgatar um detento do Sistema Prisional de Joinville. A suspeita ainda é averiguada.

Nos últimos dias, a Secretaria de Justiça de Santa Catarina, também fez apurações sigilosas sobre essa possibilidade, mas não divulgou informações a respeito. No entanto, transferiu quatro presos de Joinville para uma penitenciária no Sul de Santa Catarina. Entre eles, o traficante Paulo Henrique dos Santos, o “Calango”, que chegou a ser apontado como o detento suspeito de aguardar o resgate.

Mãe de sobrevivente fala sobre o filho

Daniel da Silva, o único sobrevivente da tragédia é escoltado por policiais no Hospital Municipal São José e, nesta quinta-feira, a administração da unidade informou que ele teve melhora no estado de saúde e foi transferido para a enfermaria. A Polícia Federal aguarda a recuperação dele para ouvi-lo e tentar entender o que aconteceu durante o voo.

Do lado de fora, a mãe dele, Roseli de Oliveira, sofre com as notícias a queda do avião e do filho, que teve cerca de 15% do corpo queimado. Com passagens por tráfico de drogas e dano ao patrimônio, o jovem é suspeito de ter sequestrado o helicóptero. Ao repórter da NSC Comunicação, Pedro Rockenbach, ela comenta a situação.

— É muito triste para uma mãe, porque uma mãe aconselha e o filho sempre continua nessa… Mas simplesmente ele sempre fazia às escondidas, eu não sabia dessas coisas — diz ela.

A mulher relata ainda ter medo do que pode acontecer com o filho, acredita que ele possa morrer quando sair do hospital porque, nas palavras dela, “ele não cumpriu a missão”. Essa “missão”, seria a qual a polícia investiga, sobre a possibilidade de utilização da aeronave para resgatar um detento. Entretanto, em meio a dor e a incerteza, ela mostra sensibilidade para com as famílias das vítimas.

— Eu queria que Deus confortasse o coração deles. Não tem mais palavras, é difícil — desabafa.

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaFestival de Dança de Joinville: confira o resultado da quarta noite da Mostra Competitiva https://t.co/6TVnW5kZ6Z #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A Notícia"Estamos praticando a resistência", afirma Ana Botafogo https://t.co/y7LTj9r0dg #LeianoANhá 2 horas Retweet
A Notícia
Busca