Operação Veraneio terá apoio de pelo menos dois policiais argentinos em SC - Segurança - A Notícia

Versão mobile

Segurança04/12/2017 | 20h04Atualizada em 04/12/2017 | 20h04

Operação Veraneio terá apoio de pelo menos dois policiais argentinos em SC

Acordo entre o Estado e o governo da província de Misiones foi assinado nesta segunda-feira

Operação Veraneio terá apoio de pelo menos dois policiais argentinos em SC Julio Cavalheiro / Secom/ Divulgação/Secom/ Divulgação
Foto: Julio Cavalheiro / Secom/ Divulgação / Secom/ Divulgação
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Um acordo firmado na tarde desta segunda-feira entre o governo de Santa Catarina e da província de Misiones, na Argentina, vai viabilizar a vinda de, pelo menos, dois policiais para atuar junto aos agentes catarinenses durante a Operação Veraneio, que começa no próximo dia 15 e segue por toda a temporada, terminando em março de 2018. 

A princípio, os dois policiais argentinos ficarão sediados em Florianópolis e Balneário Camboriú e vão atuar como 'policial observador', prestando apoio em ocorrências que envolvem turistas argentinos. Segundo a assessoria da Secretaria de Estado da Segurança Pública, pode ocorrer de, ao longo da temporada, mais dois ou três agentes serem deslocados da Argentina para cá. A expectativa, segundo o próprio governador Raimundo Colombo, é que este ano SC receba cerca de 1,5 milhão de argentinos na temporada.

Além do convênio técnico na área de segurança pública, o acordo também deve estimular a cooperação, a integração e o desenvolvimento mútuo entre catarinenses e argentinos. Segundo a assessoria do governo de SC, o documento assinado nesta segunda reedita a cooperação entre os dois lados iniciada em 2003 e, pelos próximos cinco anos, vai seguir promovendo ações em diversas áreas. 

A assinatura do convênio foi promovida na Casa d'Agronômica, em Florianópolis, com honras militares ao governador da província de Misiones, Hugo Passalacqua. Também participaram do ato o secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, e cúpulas da Segurança Pública catarinense e argentina, além do secretário executivo de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond Vieira. 

Leia também:

Deic e Receita Federal apreendem carga de cocaína avaliada em R$ 3 milhões na BR-101

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC vai encarar time sergipano na primeira fase da Copa do Brasil https://t.co/S5zOllQvDz #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaArena Joinville terminará o ano sem a conclusão das obras https://t.co/biOEYhKA60 #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca