Morre homem que teria sido atingido por engano durante ação do Bope em Piçarras - Segurança - A Notícia

Versão mobile

Segurança18/11/2017 | 11h01Atualizada em 18/11/2017 | 11h01

Morre homem que teria sido atingido por engano durante ação do Bope em Piçarras

José Manoel Pereira, 44 anos, foi atingido na nuca por disparos durante operação da equipe contra uma quadrilha de assaltantes

Morre homem que teria sido atingido por engano durante ação do Bope em Piçarras Arquivo Pessoal/
José estava internado em coma induzido na UTI do Hospital Marieta, em Itajaí Foto: Arquivo Pessoal
A Notícia
A Notícia

Morreu no final da tarde desta sexta-feira, homem baleado durante ação do ação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar em Balneário Piçarras. José Manoel Pereira, 44 anos, teria sido morto por engano durante tiroteio entre os policiais e uma quadrilha de roubos a agências bancárias. O caso ocorreu na última quinta-feira, 16 de novembro, quando criminosos tentaram invadir uma agência do Banco do Brasil, na avenida Nereu Ramos, área Central da cidade. 

Segundo o sobrinho da vítima, que não quis ter a identidade revelada, o tio permaneceu internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, durante quase dois dias. A morte de José ocorreu após ele ser atingido por um disparo na cabeça, durante a operação do Bope na cidade. 

O sobrinho contou à equipe de reportagem da NSC TV que, naquela noite, faziam um churrasco em casa, aproveitando o feriado de Proclamação da República. Por volta das 2h30, decidiram comprar mais cervejas e foram à loja de conveniências de um posto de gasolina. Somente o sobrinho de José saiu do carro e estava sendo atendido quando ouviu o barulho de tiros. Com receio da ação, ele retornou ao carro e o grupo saiu rapidamente do local. 

O homem contou que os PMs começaram a atirar na direção dos ocupantes do veículo — o primeiro tiro atingiu a cabeça de José. Outros dois homens também foram atingidos durante o tiroteio, mas passam bem. De acordo com o familiar, José não tinha nenhum envolvimento com a quadrilha de assaltantes, eles foram vítimas porque estavam 'no lugar errado, na hora errada'.

Segundo o Bope, a equipe reagiu contra os ocupantes de um Siena preto que abriu fogo contra os policiais — as vítimas negam possuírem armas ou terem atirado contra os policiais. Um inquérito policial militar vai apurar os detalhes sobre a ocorrência, da mesma forma que a Polícia Civil.

A família da vítima aguarda a liberação do corpo para iniciar o sepultamento, o enterro deve ocorrer ainda neste sábado no Cemitério Municipal de Balneário Piçarras

Entenda o caso 

Tiroteio ocorreu após tentativa de assalto a uma agência bancaria em PiçarrasFoto: Gabi Florêncio / A Notícia

Policiais do Bope monitoravam uma quadrilha de assaltantes especializada em roubo a bancos. Por volta da 3 horas desta quinta-feira, os suspeitos chegaram ao local, uma agência do Banco do Brasil na avenida Nereu Ramos, em vários carros na tentativa de assaltar a agência. Os bandidos tentaram entrar pela lateral do prédio, mas foram surpreendidos pela polícia. Houve confronto e dois suspeitos morreram. 

Um homem foi preso em flagrante e outro detido mais tarde. A PM recolheu três armas e outros objetos utilizados para a prática dos crimes. Durante o dia, familiares de um terceiro baleado alegaram que ele foi vítima de perseguição e tiro por engano.

A Notícia
Busca