Joinville registrou, em média,um homicídio a cada quatro dias em 2017 - Segurança - A Notícia

Versão mobile

Violência24/10/2017 | 07h25Atualizada em 24/10/2017 | 07h25

Joinville registrou, em média,um homicídio a cada quatro dias em 2017

O número de mortes registradas até o dia 21 de outubro revela um aumento de 16,5% em relação ao mesmo período de 2016

Joinville registrou, em média,um homicídio a cada quatro dias em 2017 Salmo Duarte/A Notícia
A causa da grande maioria dos homicídios é a disputa por espaços territoriais no controle do tráfico de drogas, segundo a Polícia Civil Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Um jovem encontrado com pés e mãos amarrados e a boca amordaçada no último sábado (dia 21) assinalou o fechamento de uma semana violenta em Joinville. O corpo foi encontrado em um matagal no bairro Jardim Iririú, Zona Leste. Em sete dias, sete homicídios foram registrados na cidade. Segundo levantamento feito por “AN”, com o caso, aumentou para 113 o número de mortes violentas ocorridas até o fim da semana. Isso representa, em média, uma morte a cada quatro dias. No fim da tarde de segunda-feira ocorreu o homicídio número 114, no bairro João Costa.

A quantidade de mortes registradas até 21 de outubro representa uma escalada de 16,5%, se comparado ao mesmo período do ano passado. Em 2016, no mesmo período, ocorreram 97 casos em Joinville. Além do jovem morto, dois corpos foram localizados pela polícia neste fim de semana – o primeiro dentro de um rio, no bairro Fátima, o outro, em uma residência, no Guanabara. Os casos ainda estão sendo investigados para averiguar se foi homicídio ou morte de outra natureza.

Segundo o delegado Dirceu da Silveira Junior, da Delegacia de Homicídios (DH), a causa da grande maioria dos homicídios ocorridos neste ano é a disputa por espaços territoriais no controle do tráfico de drogas. Alguns crimes podem envolver vingança, desavenças e até acerto de contas.  

– A questão da droga é o grande motivador dessas mortes. Um percentual muito pequeno envolve outras questões, mas o carro-chefe é a questão da droga – afirma.

Dos crimes ocorridos neste ano, os homens são maioria entre as vítimas, com 107 casos registrados. Até outubro, a idade mais frequente das vítimas é de 24 anos. A faixa etária com maior número de incidência é dos 26 aos 35 anos, com 37 registros, seguido pelo indicador de 19 a 25, com 29 ocorrências.

Já as regiões onde há maior incidência de mortes violentas são a zona Sul, com 45 ocorrências, e a zona Leste, com 33 crimes. Os bairros onde houve o maior índices de crimes desse natureza são Comasa, Jardim Paraíso, Jardim Iririú, Paranaguamirim e Aventureiro.

Outro dado averiguado durante o levantamento feito por “AN” foi o aumento de mortos em confrontos com policiais. Neste ano, seis pessoas foram vítimas nessas situações, contra três casos em todo o ano passado. Os casos de latrocínio também aumentaram.

A ocorrência de crimes de latrocínio — roubo seguido de morte — também aumentou se comparado ao período do ano passado. Segundo o delegado Rodrigo Aquino, da Divisão de Investigação Criminal (DIC), neste ano, cinco casos estão sendo investigados pelo departamento. Até outubro de 2016, dois casos de latrocínios foram computados.

Investigação ajuda a diminuir índices

Ainda segundo o delegado Dirceu, a investigação dos homicídios contribui para a diminuição da incidência desses crimes. Segundo ele, a identificação e prisão de possíveis suspeitos, ajuda a desmantelar a organização desses delitos fazendo com que os criminosos demorem um período até se organizarem novamente. 

Entre os meses de julho e agosto, a cidade permaneceu 29 dias sem registrar homicídios, conforme o delegado. 

– Estamos trabalhando com mais eficiência exatamente na identificação dos autores e nas prisões. Tem até que se fazer um parênteses. As medidas cautelares e judiciais representadas pela DH estão sendo apreciadas pelo Poder Judiciário e Ministério Público com muita serenidade e isso nos traz um resultado eficiente – garante. 

Foto:

Leia mais:
Corpo de homem é encontrado dentro de rio na zona Sul de Joinville
Joinville registra dois homicídios no início deste sábado


Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Black Friday vai movimentar R$ 17 milhões em Joinville  https://t.co/0AWhJNPSoY #LeianoANhá 34 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaAcidentes na BR-470 matam duas pessoas no Vale do Itajaí com intervalo de uma hora https://t.co/5klMsGaEM2 #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca