Estado restringe perícia noturna por causa de atentados em SC - Segurança - A Notícia

Versão mobile

Violência nas ruas01/09/2017 | 10h53Atualizada em 01/09/2017 | 10h58

Estado restringe perícia noturna por causa de atentados em SC

Apenas os casos de urgência serão periciados no turno da noite

Estado restringe perícia noturna por causa de atentados em SC Luiz Carlos Souza / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Foto: Luiz Carlos Souza / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

O Instituto Geral de Perícias está restringindo as perícias realizadas durante a noite com o intuito de preservar a segurança dos servidores públicos em função dos ataques a agentes públicos e repartições do governo que ocorreram nas últimas noites. 

A informação foi confirmada pelo diretor do IGP,  Miguel Colzani, na manhã desta sexta-feira. Apenas os casos de urgência, como homicídio e morte no trânsito, serão atendidos de imediato. 

As perícias consideradas menos urgente são: contra o patrimônio, exames de constatação preliminar de drogas e exames de lesões em presos. 

— O deslocamento noturno (deve ocorrer) somente em casos urgentes e necessários. Todos os procedimentos que puderem, (devem) aguardar para o dia seguinte durante esse momento de situação complicada — explicou o diretor. 

Repartições públicas no Litoral Norte também restringiram atendimento na noite de quinta-feira.

Leia mais 

Centro Administrativo é alvo de tiros em noite com 14 ataques em SC

Atribuição de ataques em SC a organização criminosa de SP ainda é frágil

Velório de PM morto em Camboriú reúne ex-colegas de farda

PM de Florianópolis reforça barreiras e rondas nesta quinta

Viatura da Polícia Militar é incendiada em Criciúma, no Sul do Estado

Incêndio destrói quatro casas na comunidade Frei Damião, em Palhoça

Policial militar de Camboriú foi o 4º agente morto em agosto no Estado



A Notícia
Busca