Casa de PM morto em Camboriú foi alvo de tiros durante onda de atentados em 2013 - Segurança - A Notícia

Versão mobile

Violência31/08/2017 | 09h13Atualizada em 31/08/2017 | 09h13

Casa de PM morto em Camboriú foi alvo de tiros durante onda de atentados em 2013

A casa do sargento Edson Abílio Alves, morto na noite de quarta-feira em Camboriú, já havia sido alvo de ataques em 2013, em uma das ondas de atentados registradas em Santa Catarina. Segundo o comando da Polícia Militar de Balneário Camboriú, à época, o local foi atingido por tiros. 

O sargento, que integrava a reserva remunerada da PM, foi assassinado ontem à noite, na rua Guamirim, no bairro Tabuleiro. Ele estava em frente a uma padaria e foi surpreendido por um homem armado. Imagens do sistema de segurança do local mostram que o homem derruba o PM e dispara ao menos três vezes, atingindo a cabeça dele.

Alves é o quarto agente de segurança morto em Santa Catarina em agosto de 2017. Na segunda-feira, em Joinville, o PM Joacir Roberto Vieira foi executado a tiros dentro de uma loja. Ainda em Joinville, o agente penitenciário Elton Davi de Oliveira Máximo foi morto neste mês. A outra morte aconteceu em Florianópolis: a vítima foi o policial militar da reserva Celso Olivério da Costa, assassinado em uma padaria.

O número de ocorrências acendeu um alerta nas forças de segurança do Estado. Ainda ontem à noite, o subcomandante-geral da PM, coronel Araújo Gomes, se transferiu para Camboriú com o objetivo de intensificar os trabalhos por lá. Hoje pela manhã, o comandante-geral da corporação, coronel Paulo Henrique Hemm, divulgou um vídeo pedindo que os ataques sejam enfrentados com preocupação e alertando os policiais.

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRegime disciplinar mais rigoroso no sistema prisional está previsto para o próximo ano em Santa Catarina https://t.co/1QGOYpMPRr #LeianoANhá 4 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A Notícia¿A reforma da Previdência é a espinha dorsal do ajuste fiscal¿, afirma Zeina Latif https://t.co/tvIkhP5qXB #LeianoANhá 5 horas Retweet
A Notícia
Busca