"Não é possível afirmar que troca de faixa do Audi foi determinante para colisão com Camaro", diz perícia - Segurança - A Notícia

Versão mobile

Tragédia no Reveillón12/07/2017 | 17h13Atualizada em 12/07/2017 | 18h05

"Não é possível afirmar que troca de faixa do Audi foi determinante para colisão com Camaro", diz perícia

Defesa do motorista envolvido em acidente que resultou na morte de uma pessoa em Florianópolis contesta documento e reafirma versão de que o condutor do Audi foi o causador da colisão 

"Não é possível afirmar que troca de faixa do Audi foi determinante para colisão com Camaro", diz perícia Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

O Instituto Geral de Perícias divulgou um novo laudo sobre o acidente no Reveillón dos Ingleses, em Florianópolis,quando uma pessoa morreu e outras duas ficaram gravemente feridas. O documento, do dia 10 de julho, foi feito à pedido da Vara do Tribunal do Júri da comarca da Capital para responder a 26 perguntas da Justiça sobre o caso.

Conforme o laudo pericial, não é possível afirmar que a troca de faixa do Audi foi determinante para a colisão com o Camaro antes dele atingir as pessoas que estavam na calçada.

"Conforme o Laudo Pericial (...) não foi observada mudança brusca (repentina, súbita) de direção do veículo Audi. Entretanto, o veículo Camaro acelerou pela faixa da direita para passar pelo veículo Audi, quando o então veículo Camaro colidiu com a lateral direita do veículo Audi" informa o documento.

O laudo também reitera que não foi possível fazer uma perícia completa no Audi porque o carro já havia sido vendido pelo dono quando o IGP entrou em contato com ele.

O advogado de Jeferson Bueno, o condutor do Camaro, afirma que, apesar do laudo, ainda há bastante dúvidas quanto ao acidente e que isso será esclarecido na próxima audiência, no dia 26 de julho, quando os peritos irão se deparar com novos depoimentos, e o Ministério Público poderá tirar suas conclusões. Ademir Costa Campana argumenta que a defesa segue com a convicção de que o causador do acidente foi sim o condutor do Audi.

— É claro que é determinante a troca de pista. Se não, os dois veículos continuariam andando lado a lado, independente da velocidade da cada um. Isso é física!

Ademir Campana também informou que irá questionar uma suposta falha da Polícia Militar em não ter preservado o local do acidente. El eentrou com uma ação contra o Estado de Santa Catarina por esse motivo.

Jeferson foi solto em maio, após pagamento fiança. Ele está cumprindo determinações da Justiça de se apresentar mensalmente na comarca de Sapiranga (RS), onde mora. O empresário teve a CNH recolhida e não pode deixar a cidade sem autorização judicial. Caso descumpra alguma dessas medidas, um novo mandado de prisão poderá ser expedido.

Na madrugada de Reveillón na praia dos Ingleses, o Camaro de Bueno invadiu a calçada na SC-403, onde estavam Cris Flores, seu marido Nilandres Lodi e o amigo do casal Gean Matos. Com o impacto, Cris morreu na hora e Nilandres teve as duas pernas amputadas acima do joelho. Gean também ficou gravemente ferido

Nilandres voltou para seguir o tratamento na cidade natal, Passo Fundo (RS), onde a esposa foi enterrada  Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal


Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPIB caiu em 230 cidades catarinenses em 2015 https://t.co/PYdCdaOMc8 #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaFilas e horas de espera marcam último dia de atendimento antes de recesso para reforma na Farmácia Escola de Joinvi… https://t.co/tXrlCfkzu8há 2 horas Retweet
A Notícia
Busca