Para comando, morte de PM em Joinville deve ser tratada como crime passional   - Segurança - A Notícia

Versão mobile

Segurança01/06/2017 | 09h22Atualizada em 01/06/2017 | 15h46

Para comando, morte de PM em Joinville deve ser tratada como crime passional  

PM foi morto por outro policial em um motel em Pirabeiraba

Para comando, morte de PM em Joinville deve ser tratada como crime passional   Maykon Lammerhirt/Agencia RBS
Policial é morto a tiros por outro PM dentro de motel na zona Norte de Joinville Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

O crime que envolveu três policiais militares e acabou com a morte de um deles na noite de quarta-feira deve ser tratado como crime passional. A informação é do coronel Amarildo de Assis Alves, comandante da 5ª Região da Polícia Militar.

Policial é morto a tiros por outro PM dentro de motel na zona Norte de Joinville 

A polícia informou ainda que os envolvidos trabalhavam no batalhão de Garuva e pertencem a  5ª Região da PM (Norte e Planalto Norte). A vítima foi identificada como Jefferson da Silva Marafian. Ele foi morto com um tiro na cabeça em um motel em Pirabeiraba, na zona Norte. O autor dos disparos, soldado Anderson Dieymes David, está preso no 8º BPM.

Leia as últimas notícias sobre Joinville e região no AN.com.br

David é casado a policial militar, mas segundo o comando do 8º Batalhão, Jofrey Santos Silva, eles estavam afastados. David flagrou a mulher e Marafian em um motel, matando o homem com um tiro. Ele foi preso logo após o crime. A PM não informou mais detalhes sobre o caso. 

Como o homicídio envolve apenas policiais militares, a própria PM ficará encarregada da investigação - nos casos em geral, a responsabilidade é da Polícia Civil.

 
 
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros