Ex-prefeito de Ilhota está entre os presos da Operação Terra Prometida - Segurança - A Notícia

Versão mobile

Camboriú22/06/2017 | 18h24Atualizada em 22/06/2017 | 18h30

Ex-prefeito de Ilhota está entre os presos da Operação Terra Prometida

Investigação é sobre o pagamento de benefícios a detentores de cargos públicos em troca de alterações no plano diretor

O ex-prefeito de Ilhota, Daniel Bosi está entre os presos temporários da Operação Terra Prometida, deflagrada nesta quinta-feira pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em Camboriú. A operação investiga o pagamento de benefícios a detentores de cargos públicos, em troca de alterações no plano diretor que beneficiaram loteamentos particulares.

Além de Daniel Bosi, também foram detidos o vereador de Camboriú Antônio Paulo da Silva Neto, o Piteco (PR), os ex-vereadores Carlos Alexandre Martins, o Xande (SD) e Márcio Aquiles da Silva, o Márcio Kido (PV), o ex-secretário da Fazenda de Camboriú, Sérgio Venâncio, e os empresários Gilson Laffite Neto e Gelson Laffite.

Foram expedidos 25 mandados de busca e apreensão, e entre os alvos estava a casa da ex-prefeita de Camboriú, Luzia Coppi Mathias (PSDB), e o gabinete da atual presidente da Câmara, Márcia Freitag (PSDB).

A Câmara de Vereadores não se manifestou sobre a operação, e a informação da assessoria de imprensa do Legislativo é de que não chegou nenhum pedido de afastamento até agora.

Todas as prisões são temporárias, por cinco dias.

Contraponto

Carlos Alexandre Martins – o advogado Juliano Cavalcanti, que representa o ex-vereador, disse que ainda não teve acesso aos autos para entender o motivo da prisão. Segundo ele, trata-se de uma prisão temporária, para investigação.

Antônio Paulo da Silva Neto – a reportagem não conseguiu contato com a defesa do vereador.

Gelson e Gilson Laffite – o advogado Ricardo Dudek, que representa os dois empresários, disse que ainda está analisando os autos.

Sérgio Venâncio – o advogado Olegário João da Silva não foi localizado pela reportagem.

Daniel Bosi – o advogado Rogério Ristow acredita que ele será liberado após prestar depoimento . Se houver algo errado, não é da parte do Daniel", afirmou.

Márcio Aquiles da Silva – a reportagem não teve acesso à defesa do ex-vereador.

Márcia Freitag – a Câmara de Vereadores informou que ela não vai se manifestar

Luzia Coppi Mathias – não foi localizada pela reportagem.

Leia também:

Vereador, ex-vereador e empresários são presos em operação do Gaeco em Camboriú

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPIB caiu em 230 cidades catarinenses em 2015 https://t.co/PYdCdaOMc8 #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaFilas e horas de espera marcam último dia de atendimento antes de recesso para reforma na Farmácia Escola de Joinvi… https://t.co/tXrlCfkzu8há 2 horas Retweet
A Notícia
Busca