Central de Plantão expõe falta de infraestrutura na delegacia de Balneário Camboriú - Segurança - A Notícia

Versão mobile

Segurança01/04/2017 | 07h00Atualizada em 02/04/2017 | 09h50

Central de Plantão expõe falta de infraestrutura na delegacia de Balneário Camboriú

Pelo menos quatro policiais se afastaram do trabalho nas últimas semanas

A transferência de atendimento de todos os flagrantes policiais que ocorrem em durante a noite e nos finais de semana em Balneário Camboriú e Camboriú para a Central de Plantão Policial (CPP) na delegacia da Rua Inglaterra, em Balneário, tem sobrecarregado os policiais civis. Desde o Carnaval, quando houve a incorporação das ocorrências das duas cidades, quatro policiais já apresentaram atestado médico e pediram afastamento. O motivo seriam as condições de trabalho.

Além do aumento no volume de serviço, o estado da delegacia é precário. Há falhas no telhado, infiltrações, falta de manutenção, e as salas ficam ao lado do presídio desativado, que virou criadouro de pragas. A Polícia Civil já foi notificada pela Defesa Civil e pela Vigilância Sanitária municipal, há quase dois anos, de que há risco de desabamento na estrutura da antiga cadeia, o que pode afetar também o imóvel da delegacia.

Policiais militares e guardas municipais que entregam os flagrantes na CPP também reclamam da falta de estrutura. A proposta da unidade é agilizar o atendimento dos flagrantes e reduzir a demanda de trabalho nas outras delegacias. No entanto, tem ocorrido o oposto: a PM relata que a espera em noites de maior movimento chega a mais de seis horas, período em que as viaturas ficam paradas e bairros inteiros ficam sem policiamento.

A delegacia da Rua Inglaterra foi escolhida para instalação da Central porque é a única na região a ter registro de flagrantes audiovisuais, que dão mais segurança aos inquéritos. Inicialmente, a ideia era que a central funcionasse na Delegacia do Monte Alegre, em Camboriú _ mas como a Guarda Municipal de Balneário não tem autorização para portar armas fora da cidade, o projeto foi abortado.

Reparos

O delegado regional, David Queiroz de Souza, afirma que passada a temporada de verão os plantões já estão mais tranquilos, e diz que as queixas de sobrecarga dos policiais ocorre porque não aceitaram mudar a escala, de 24 horas de trabalho para 72 horas de descanso, por escalas de 12 horas com menor período de recesso.

Ele reconhece, no entanto, que a situação da delegacia é precária. Havia uma proposta de reforma, orçada em R$ 210 mil, que foi abolida para agilizar a construção de uma nova delegacia, no mesmo terreno. Por enquanto, para melhorar o estado do prédio atual, a Polícia Civil vai investir R$ 60 mil em pintura e pequenos reparos.

Nova delegacia

Com orçamento para obra da delegacia integrada de Balneário Camboriú reduzido em pelo menos R$ 2 milhões após as idas e vindas do projeto, que já duram mais de três anos, o delegado regional decidiu readaptar a proposta para tentar agilizar a construção. Vai deixar de fora a Delegacia Regional, que permanecerá na Quarta Avenida, e construirá um prédio menor, com dois andares de salas e dois de estacionamento. A proposta ainda aguarda o aval da prefeitura.

policiais ocorre porque não aceitaram mudar a escala, de 24 horas de trabalho para 72 horas de descanso, por escalas de 12 horas com menor período de recesso.

Ele reconhece, no entanto, que a situação da delegacia é precária. Havia uma proposta de reforma, orçada em R$ 210 mil, que foi abolida para agilizar a construção de uma nova delegacia, no mesmo terreno. Por enquanto, para melhorar o estado do prédio atual, a Polícia Civil vai investir R$ 60 mil em pintura e pequenos reparos.

Nova delegacia

Com orçamento para obra da delegacia integrada de Balneário Camboriú reduzido em pelo menos R$ 2 milhões após as idas e vindas do projeto, que já duram mais de três anos, o delegado regional decidiu readaptar a proposta para tentar agilizar a construção. Vai deixar de fora a Delegacia Regional, que permanecerá na Quarta Avenida, e construirá um prédio menor, com dois andares de salas e dois de estacionamento. A proposta ainda aguarda o aval da prefeitura.

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaTiroteio deixa uma pessoa morta no norte da Ilha, em Florianópolis https://t.co/skNt5sgDhV #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaMeirelles diz que não há justificativa para reter FGTS https://t.co/2dvE7kGlt4 #LeianoANhá 2 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros