Saavedra: 275 vagas de comissionados ainda não foram preenchidas em Joinville - Segurança - A Notícia

Versão mobile

Portal03/03/2017 | 07h11

Saavedra: 275 vagas de comissionados ainda não foram preenchidas em Joinville

No final do ano passado, quase todos os comissionados foram exonerados. Reforma manteve 505 postos de confiança

Ainda restam 275 cargos comissionados para serem nomeados pela Prefeitura de Joinville. A maioria é de coordenadores. O município conta com 505 postos de confiança, número não alterado com a reforma administrativa aprovada em janeiro. Houve extinção e transformação de fundações em secretarias, mas os postos comissionados foram transferidos para as novas estruturas – ou removidos para outras secretarias.

No primeiro mandato de Udo Döhler, houve a eliminação de 212 vagas para comissionados, principalmente de supervisores,  até então o escalão mais baixo na estrutura. Os vereadores da base aliada andam cobrando as nomeações de indicados, principalmente nas coordenações das oito subprefeituras. A segurada nas nomeações seria por medida de contenção por causa da crise econômica.  Não há cronograma para preenchimento dos cargos restantes. No final do ano passado, praticamente todos os comissionados foram exonerados – só ficaram os cedidos de órgãos estaduais e federais.

Padronização

Em relação aos atrasos da Secretaria de Meio Ambiente de Joinville, consultor da área alega que não são só as consultas de viabilidade que estão demorando tempo demais: outros documentos também atrasam. Para ele, há necessidade de uma padronização nos procedimentos, pois, em um exemplo, se três técnicos vierem a analisar uma licença e não conversarem entre si, há chance de aparecerem três pareceres diferentes.

Mais R$ 2 mi

Em esqueleto dos anos 90, a Secretaria de Saúde de Joinville vai ter direito a receber R$ 2 milhões do governo federal por causa da defasagem em pagamentos por procedimentos no setor de saúde. A conta feita pela União para pagamentos em 1998 e 1999 foi considerada equivocada. A decisão foi tomada pela Justiça Federal, em ação de execução.

Águas

Uma mudança na diretoria da Águas de Joinville está em andamento: Dieter Neermann está deixando a direção técnica, onde será substituído por Luana Siewert Pretto, hoje diretora executiva da Seinfra. A mudança precisa passar pelo conselho da companhia.


Pelo PMDB

No almoço de ontem de vereadores do PMDB com dirigentes do partido em Joinville, ninguém ficou sabendo exatamente qual a serventia da reunião. Mas pelo menos a presidente Simone Schramm conseguiu dizer que cabe a ela a interlocução do partido. Uma obviedade, mas que nem todos peemedebistas estariam respeitando.


Lista de rios

Depois do rio do Braço, com processo já apresentado na Justiça, e do rio Jaguarão, com ação quase pronta, o Ministério Público de Santa Catarina vai entrar com ação contra a Prefeitura de Joinville cobrando a limpeza desassoreamento do rio Águas Vermelhas.

Entrave

O Águas Vermelhas, rio da zona Oeste de Joinville, já teve trechos dragados, mas tradicionalmente o município encontra dificuldades para conseguir o licenciamento ambiental para o desassoreamento.

Uma olhada do PT

O PT de Joinville está acompanhado a situação de filiados com cargos na Câmara de Joinville, em gabinetes de vereadores de outros partidos. Tem gente dentro do partido achando que esse pessoal não deve permanecer na sigla.

Ausência de Mariani

Como tem compromisso em outra cidade já marcado, Mauro Mariani não poderá acompanhar a visita de Eduardo Pinho Moreira a São Francisco do Sul e Joinville nesta sexta. Do governo Udo, Pinho vai receber um pacote de pedidos para melhorias em ruas da cidade, como drenagem e recapeamento.

Mais pedidos

A secretária Simone Schramm vai aproveitar a presença de Eduardo Pinho Moreira hoje, em Joinville, na condição de governador em exercício, para pedir ajuda do Estado para reparos emergenciais em escolas estaduais atingidas pelos vendavais e alagamentos nos últimos dias. E também vai solicitar equipamentos para escola estadual em construção.

Consumo nas ruas

O Tribunal de Justiça atendeu ao pedido do MP e considerou inconstitucional lei de Canoinhas de proibição de consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos. A decisão foi tomada porque a legislação foi de iniciativa dos vereadores, considerada uma interferência no Executivo; e porque obriga a Prefeitura a fechar convênio com a PM para a fiscalização – só que a polícia é subordinada ao Estado, não ao município.

Engavetado

A lei não permitia o consumo em praças, parques, ruas, ginásios etc. Em 2013, a Câmara de Joinville chegou a aprovar em primeira votação projeto do James Schroeder (PDT) com proibição semelhante (mas sem previsão de convênio com a PM). Mas o próprio vereador preferiu não levar para a segunda votação devido à resistência de vários setores. James não pretende retomar a ideia.

Presente grego

Em resposta a Darci de Matos e Odir Nunes, ainda que ache a sugestão deles  “politiqueira”, Udo Döhler aceita a doação do prédio da antiga Gered para a Prefeitura de Joinville, desde que o governo do Estado faça a reforma no imóvel da rua Felipe Schmidt. “Só não queremos presente de grego, sem reforma”, diz o prefeito.

Novo Naipe

Darci e Odir sugerem a doação do imóvel para a instalação, pelo município, do Naipe, a unidade de atendimento a pacientes especiais. Darci inclusive alega esperar o posicionamento da Prefeitura de Joinville para dar andamento ao projeto, na Assembleia, de autorização de venda do imóvel – o Estado quer usar o dinheiro na ampliação da sede da ADR.


Futuro da ARCD

Udo alega que o Naipe está bem instalado, embora pague aluguel. A ideia de juntar o Naipe com a ARCD para a criação do Centro Especializado de Reabilitação está sendo deixada de lado porque a Prefeitura deverá manter o convênio mensal de
R$ 180 mil para a associação. Para o prefeito, se o Conselho Municipal de Saúde aceite o repasse pelo Fundo Municipal de Saúde, os R$ 180 mil estão “garantidos”.

Mais fontes

Ainda assim, Udo aponta a necessidade de a ARCD buscar mais fontes de recursos, assim como já fazem outras entidades de atendimento ao público, como Apae. O prefeito manterá o convênio com a associação, mas insistirá em ajuda do Estado para pagamento dos pacientes vindos de outras cidades.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Portal 25/02/2017 | 07h41

Saavedra: Joinville tem 12 roubos de carro por semana

Crime no qual a vítima está presente dobrou ao longo da última década

Portal 24/02/2017 | 07h12

Saavedra: Possível candidatura de Udo não muda planos de Mariani para 2018

Deputado federal se mantém como pré-candidato para o governo do Estado pelo PMDB

Portal 14/02/2017 | 07h01

Saavedra: Nova lei do transporte ilegal já fez dez notificações envolvendo o Uber

Antes da nova legislação, haviam sido 30 notificações aos carros de Uber em Joinville

Portal 07/11/2016 | 07h02

Justiça nega paralisação das obras de drenagem no rio Mathias

Ação judicial de moradores cobra laudos e estudos de impacto

Portal 06/10/2016 | 07h02

Saavedra: Corrida na Justiça para impedir a votação da LOT

Outras três ações devem ser protocoladas ainda esta semana para tentar suspender andamento da votação do projeto

Portal 29/09/2016 | 07h01

Saavedra: Último balanço mostra recuo no peso da folha de pagamento da Prefeitura de Joinville

A despesa mensal esteve em média em R$ 61 milhões nos últimos 12 meses

Portal 07/09/2016 | 07h04

Jefferson Saavedra: Aumentam os roubos de celulares em Joinville

No mês passado, foram 42 casos registrados apenas na Zona Sul

AN Portal 13/08/2016 | 07h31

Peso da folha será o maior desafio do próximo prefeito de Joinville

Ainda sem o reajuste de 2016, folha de pagamento está em R$ 790 milhões anuais

AN Portal 17/02/2016 | 09h23

Jefferson Saavedra: Fiscalização dos bombeiros militares atende a pedido do MP em Joinville

Bombeiros militares estão fiscalizando hotéis e pousadas na cidade

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaDanielle Winits e André Gonçalves visitam menino Jonatas em Joinville https://t.co/shiengXJVj #LeianoANhá 13 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC encara o Metropolitano, mas evita falar de título https://t.co/uVJ3xbcN3A #LeianoANhá 13 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros