Polícia Civil prende suspeitos de envolvimento em homicídio no bairro Garcia - Segurança - A Notícia

Versão mobile

Investigação08/03/2017 | 14h48

Polícia Civil prende suspeitos de envolvimento em homicídio no bairro Garcia

Trio foi detido em flagrante por suposto envolvimento com tráfico de drogas e também foi interrogado sobre o assassinato

A equipe da Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil de Blumenau prendeu na segunda-feira três suspeitos de terem participado do assassinato Juan Carlos Machado, encontrado morto no dia 25 de fevereiro, em um bar na Rua Murici, no bairro Garcia.

Segundo informações do delegado Bruno Effori, da DIC, através das câmeras de monitoramento do local do homicídio foi possível identificar o veículo Ford Ka preto utilizado no crime e confirmar a participação de cinco suspeitos – uma mulher e quatro homens.

Policiais civis da Divisão de Homicídios localizaram o veículo escondido em uma garagem na Rua Heretiano de Souza, onde haveria três homens em atitudes consideradas suspeitas. Em abordagem, segundo a Polícia Civil, foram encontradas pedras de crack, uma bucha de maconha, uma balança de precisão, aproximadamente R$ 300 em dinheiro, além de um caderno com anotações vinculadas ao tráfico de drogas.

Os suspeitos, identificados pela Polícia Civil como Willians Schneider, Alexandre Agostini de Miranda e Jorge dos Santos, todos de 23 anos, foram encaminhados à DIC, onde teriam sido autuados em flagrante pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas.

De acordo com informações da DIC, após o registro do flagrante, o trio foi interrogado sobre o homicídio de Juan e teria confessado a autoria das agressões, dizendo que deram chutes e socos na vítima em retaliação aos constantes furtos realizados por ela na região. Entretanto, segundo a Polícia Civil, o laudo necroscópico aponta que a vítima foi morta em virtude de agressões físicas e golpe de faca no abdômen.

Os outros dois envolvidos já foram identificados e de acordo com a Polícia Civil serão interrogados. Os presos foram apresentados ao Poder Judiciário para realização da audiência de custódia. Willians e Alexandre tiveram a prisão em flagrante transformada em prisão preventiva e Jorge, por não possuir antecedentes, recebeu alvará de soltura. A reportagem tentou entrar em contato com a defesa dos três suspeitos, mas segundo o delegado Bruno Effori nenhum advogado foi apresentado durante a fase policial.

JORNAL DE SANTA CATARINA

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaMotorista colide contra viatura da PM na área Central de Joinville https://t.co/VpBrz0U5aa #LeianoANhá 6 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaDois homens morrem após ação de combate ao tráfico de drogas em Araquari https://t.co/ug6GIjF79N #LeianoANhá 6 horas Retweet
A Notícia
Busca