Dupla que participou de assalto a banco em SC é morta em confronto com a Polícia Civil no RS - Segurança - A Notícia

Versão mobile

Investigação03/03/2017 | 10h18Atualizada em 03/03/2017 | 14h45

Dupla que participou de assalto a banco em SC é morta em confronto com a Polícia Civil no RS

Outros três suspeitos foram mortos em 11 de fevereiro, durante a tentativa de arrombamento de caixas eletrônicos em São João Batista

Dupla que participou de assalto a banco em SC é morta em confronto com a Polícia Civil no RS Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
Armas foram encontradas no local do confronto Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Dois suspeitos de integrarem a quadrilha que assaltou uma agência bancária em São João Batista em 11 de fevereiro deste ano foram mortos em confronto com as Diretorias Estaduais de Investigação Criminal de Santa Catarina (Deic/SC) e do Rio Grande do Sul (Deic/RS) na madrugada desta sexta-feira em Taquara, na região metropolitana de Porto Alegre. As equipes foram até o local para cumprir os mandados de prisão quando houve a troca de tiros.

Jonas Natálio Bueno Correa, conhecido como Cabelo, e Vades Adani Milani, conhecido como Dani, era comparsas, segundo a polícia, dos outros três homens mortos na ação do dia 11 de fevereiro. Dois suspeitos foram presos naquele dia, um ficou ferido e, no dia 16 deste, mês as polícias Civil catarinense e gaúcha prenderam outro integrante do bando em Novo Hamburgo (RS).

Parte do material apreendido na casa onde ocorreu o confronto Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Segundo a Polícia Civil, os dois mortos desta sexta estavam foragidos e tinham prisão preventiva decretada. Os ladrões eram considerados perigosos e integravam o grupo que assaltou neste ano dois bancos e uma praça de pedágio no Rio Grande do Sul.

A Polícia Civil catarinense divulgou nesta tarde que os dois mortos eram os líderes da quadrilha que agiu em São João Batista e trocou tiros com a Deic. Os investigados, de 27 e 37 anos, naturais de Seberi/RS e São Luiz Gonzaga/RS, arquitetaram o roubo em São João Batista/SC, conseguiram fugir e abandonaram um veículo em Sombrio, no Sul do Estado, com diversas armas de grosso calibre e explosivos utilizados nos crimes.

De acordo com o delegado Raphael Werling, da Deic, a captura dos líderes era uma questão de honra para a Polícia Civil catarinense. Além deles, outros autores já foram identificados e as diligências continuam no sentido de prendê-los, informou a Polícia Civil.

Foto: Divulgação / Polícia Civil

No assalto em São João Batista, dois policiais civis ficaram feridos, entre eles o delegado Anselmo Cruz, responsável pela operação que frustrou o ataque. O episódio ainda rendeu uma discussão entre as polícias Civil e Militar de SC por conta da reclamação do comandante militar da cidade onde ocorre o roubo. Ele afirmou que não foi avisado da ação, o que poderia ter resultado em policiais feridos por engano em caso de intervenção da PM.

Leia também:
Líder da quadrilha que trocou tiros com a Deic conseguiu fugir
Tensão entre policiais marca apresentação de quadrilha de assaltantes na Deic
Quadrilha que trocou tiros com a Deic é suspeita de seis grandes assaltos
Cacau Menezes: Descoordenação entre polícias coloca vidas em perigo
Assalto a banco termina com três mortos e três feridos em São João Batista

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVídeo de assalto não foi gravado em Joinville, diz Polícia. https://t.co/gk8oLs204v https://t.co/8btxpJe0nUhá 3 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJoinville vai ganhar duas salas de cinema. Confira: https://t.co/39xdToOQ0Chá 4 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros