Mais da metade dos assassinatos ficam sem solução em Santa Catarina - Segurança - A Notícia

Versão mobile

Segurança04/10/2016 | 14h45Atualizada em 04/10/2016 | 15h17

Mais da metade dos assassinatos ficam sem solução em Santa Catarina

No ano passado os investigadores solucionaram 59,1% dos casos, enquanto em 2016 está em 46,3%

Como se não bastasse o crescimento de assassinatos em Santa Catarina em 2016, o índice de resolução e apuração de autoria dos homicídios caiu. Até 26 de setembro deste ano, 46,3% das ocorrências foram solucionadas, enquanto no mesmo de período de 2015 esse índice atingiu 59,1%. Ou seja, menos da metade das mortes registradas teve solução definida pela polícia no Estado em 2016.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) justifica que o apesar de o número "efetivamente estar inferior aos anos anteriores em uma 'fotografia' do mesmo período, tende a aumentar com o andar das investigações de acordo com a tendência demonstrada nos anos anteriores".

A pasta deu como exemplo o ano de 2013, há três anos, quando o Estado tinha uma apuração de autoria de 64,2% até maio e depois encerrou em dezembro com 74,1%. De acordo com a secretaria, "o percentual estatístico de 74,1% pode refletir 3 anos de investigação, embora esse índice possa ter sido alcançado em menor tempo".

O DC tentou contato com a o delegado-geral da Polícia Civil, Artur Nitz, mas ele não atendeu e nem retornou à ligação. A assessoria de imprensa da Polícia Civil foi procurada às 13h06min por e-mail, mas até a publicação deste texto não havia respondido aos questionamentos.

Para o mestre e doutor em Ciência Jurídica e professor da Univali, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, os baixo índice reflete as atuais condição de efetivo da Polícia Civil catarinense:

— O efetivo é baixo para fazer investigação, e isso que não entram na conta os crimes da "cifra negra", que não são registrados pelas vítimas.

O especialista ressalta ainda que a impunidade é um dos principais fatores que geram maiores índices de criminalidade.

Colaborou Diogo Vargas

Leia mais:
Assassinatos disparam em Florianópolis em 2016
Número de assassinatos cresce 11,5% em Santa Catarina

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPM divulga distribuição dos novos policiais militares de Santa Catarina https://t.co/kDVclFOQRchá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaHomem é assassinado na zona Norte de Joinville https://t.co/MuGVsIrN5Bhá 3 horas Retweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros