Saiba quais são os atos infracionais mais cometidos por adolescentes em SC - Segurança - A Notícia

Vers?o mobile

 

A Segunda Chance05/09/2015 | 09h01

Saiba quais são os atos infracionais mais cometidos por adolescentes em SC

Assalto está entre os atos infracionais mais praticados, com 45,3% do total

Saiba quais são os atos infracionais mais cometidos por adolescentes em SC Diorgenes Pandini/Agencia RBS
Reportagem de AN acompanhou a rotina de um adolescente infrator dentro do sistema socioeducativo Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

A reportagem de "A Notícia" acompanhou por mais de um ano a história de um adolescente infrator que foi internado no sistema socioeducativo. O personagem desta história foi apreendido em flagrante por assalto à mão armada. Antes de ser apreendido, chegou a vender drogas para manter o vício e praticou pequenos furtos.

Saiba mais em reportagem especial

As infrações cometidas por Perdiz, como é chamado o personagem, são as mais comuns entre os adolescentes infratores. De acordo com os especialistas, o caminho percorrido por eles é muito parecido. Tudo começa com a liberdade da rua. É nela que inicia-se o contato com as drogas. Depois, vem a necessidade de vender droga para manter o vício até que o mundo do crime lhes é apresentado.

SC tem a menor taxa de internação de adolescentes infratores

De acordo com levantamento do Departamento de Administração Socioeducativa de Santa Catarina (Dease), os 562 adolescentes que passaram pelo sistema socioeducativo no primeiro semestre de 2015 cometeram 633 infrações. O número de infrações é maior do que o de pessoas porque um adolescente pode estar respondendo por mais um de um ato infracional.

Dos 26 tipos de atos infracionais relacionados pelo Dease, há cinco mais recorrentes. O roubo, que é cometido sob violência e popularmente é conhecido por assalto, é o ato infracional mais praticado, com 45,3% do total. Na sequência, vêm o tráfico de drogas, com 18%; os crimes contra a vida (homicídio e latrocínio), com 9,6%; furto, com 6%; e as tentativas de homicídio e de latrocínio, com 4,1%.

Especialistas defendem a discussão sobre violência em Joinville

O levantamento permite avaliar ainda que 41% dos adolescentes apreendidos neste período são brancos; 27% têm renda familiar de até dois salários mínimos; 48% pararam de frequentar a escola; e 34,4% fazem uso de drogas. Os 562 adolescentes são naturais de 81 municípios de Santa Catarina e outros Estados. A maior parte deles é de Florianópolis, Chapecó e Joinville.


 

A história

Durante mais de um ano, o jornal "A Notícia" acompanhou a história de Perdiz, um adolescente apreendido por assalto à mão armada e internado no sistema socioeducativo de Joinville aos 17 anos, em maio de 2014. Dentro do sistema, ele foi agressivo, participou de uma tentativa de fuga, ficou de castigo e tentou tirar a própria vida.

Mas também foi lá dentro que retomou os estudos e recebeu acompanhamento psicológico e social. No meio do caminho, descobriu que seria pai: um divisor de águas em seu comportamento. Em junho de 2015, aos 18 anos, voltou para casa e ao convívio social.

Agora, Perdiz ganhou o que muitos jovens brasileiros como ele não têm: uma oportunidade para recomeçar. A trajetória dele até aqui indica três possibilidades de final para a história: 1) reintegrar-se à sociedade; 2) reincidir no crime e acabar no presídio; ou 3) virar mais um número na estatística de jovens mortos por envolvimento com a criminalidade. Cabe a ele escolher o caminho do futuro.


Clique na imagem para ter acesso ao especial:


A Segunda Chance


Confira vídeo da reportagem especial:

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

A Segunda Chance 04/09/2015 | 15h14

Santa Catarina tem a menor taxa de internação de adolescentes infratores

Levantamento nacional apresenta quantos adolescentes cumpriram medidas privativas de liberdade por 100 mil habitantes

A Segunda Chance 03/09/2015 | 10h24

Especialistas defendem a discussão sobre violência em Joinville

Reportagem de 'AN' que acompanhou um adolescente apreendido durante um ano reforça a reflexão sobre o sistema socioeducativo e se é possível recuperar um infrator

A Segunda Chance 01/09/2015 | 15h27

Reportagem especial discute se é possível recuperar um jovem infrator

A Notícia acompanhou por mais de um ano a trajetória de um adolescente apreendido por assalto à mão armada em Joinville

Vagas existem, mas falta pessoal 11/07/2015 | 09h17

Falta de efetivo impede abertura de vagas para adolescentes infratores no Case de Joinville

Processo seletivo aberto pelo Estado deve permitir que amplie o atendimento na unidade

Adolescentes infratores 19/06/2015 | 16h06

Estado abre edital para contratar agentes e suprir falta de efetivo no Centro de Atendimento Socioeducativo de Joinville

Unidade possui 78 vagas, mas consegue atender apenas 28 internos atualmente

Fuga 28/01/2015 | 10h55

Adolescentes distraem agentes e fogem do Case de Joinville

Um dos dois foragidos foi recapturado na madrugada desta quarta-feira

Projeto socioeducativo 10/10/2014 | 17h41

Professor e adolescentes internados no Casep de Joinville revitalizam paredes da unidade com técnicas de grafite

Pinturas foram feitas nos muros e quadros foram utilizados para decorar o ambiente interno

Menor infrator 06/06/2014 | 21h04

Inauguração do Case de Joinville está parada por entraves judiciais

Ministério Público cobra a construção de um muro e quer monitores concursados

 
A Notícia
Busca