Suspeito de matar Vitória Schier fala do crime que chocou Joinville - Segurança - A Notícia

Versão mobile

 

Investigação28/11/2013 | 08h04

Suspeito de matar Vitória Schier fala do crime que chocou Joinville

Homem de 39 anos foi preso no Paraná após 68 dias de investigação. Em depoimento, disse que a intenção era roubar a vítima para comprar drogas

Suspeito de matar Vitória Schier fala do crime que chocou Joinville  Maiara Bersch/Agencia RBS
Carlos disse que cometeu o crime sob efeito de drogas Foto: Maiara Bersch / Agencia RBS

Ele não resistiu a prisão e tampouco negou o crime ocorrido em 23 de setembro, na rua Carlos Alberto Neubauer, no bairro Bom Retiro, em Joinville. Um dia que jamais sairá da memória da família da adolescente Vitória Schier, 16 anos, morta quando voltava da escola, a poucos metros de casa.

Após 68 dias de investigação, na tarde de quarta-feira, a Divisão de Homicídios da Polícia Civil (DIC) prendeu Carlos Alberto de Andrade, 39 anos, e o apresentou na delegacia como o suspeito.

Carlos confessou à imprensa que matou Vitória e a estuprou logo após a morte. Negou conhecer a rotina da adolescente e deu a entender que ela estaria no lugar errado e na hora errada. Em princípio, segundo ele, a intenção seria a de roubar para comprar droga, mas o desfecho foi trágico. Segundo Carlos, ele teria esganado a garota.

Carlos disse ainda ter se arrependido e alegou ter cometido o crime sob o efeito de drogas.

— Não tem porque falar nada, não sei, na droga fiz isso, acho que quem faz isso não tem consciência. Tenho que pagar pelo o que eu fiz — respondeu.

DNA do pai confirmou suspeita

Carlos foi preso em Paranaguá (PR), na casa de uma irmã. Os policiais já estavam na cidade paranaense em busca do suspeito há três dias. A roupa usada no dia do crime – uma bermuda xadrez e uma camisa rosa – também foi apreendida. As imagens de uma câmera de segurança de uma casa na rua onde Vitória foi morta ajudaram a elucidar o crime.

O celular da vítima – que foi roubado e vendido em uma boca de fumo, segundo a polícia – foi uma das peças chaves para se chegar a autoria. O aparelho acabou passando pelas mãos de várias pessoas.

Conforme o delegado Jeferson Prado Costa, que é coordenador da DIC, o material genético do pai do suspeito foi colhido durante a investigação para que fosse possível confirmar a suspeita.

— Analisando o material genético do pai é possível identificar quem são os filhos daquela pessoa — explicou.

Inquérito deve ser concluído em 20 dias

Em depoimento, na delegacia, Carlos Alberto de Andrade confessou o crime e cedeu material genético para que novo exame seja feito e o material possa ser confrontado com o que foi encontrado no corpo da vítima. Um mandado de prisão temporária permitiu que Carlos fosse levado para o Presídio Regional de Joinville.

Segundo o delegado Jeferson Prado Costa, coordenador da DIC, o inquérito deve ser concluído em 20 dias para então ser encaminhado ao Ministério Público.

A Polícia Civil também pretende solicitar a conversão da prisão temporária em preventiva, para garantir que o suspeito permaneça na cadeia até que a Justiça dê andamento ao caso.



Adolescente foi morta quando voltava da escola

Vitória Schier, 16 anos, foi assassinada quando voltada da Escola Técnica Tupy, onde cursava o ensino médio. Como todos os dias, desceu do ônibus na rua Tenente Antônio João e foi caminhando para casa. Com a mochila nas costas, passou pela rua Carlos Alberto Neubauer, que dava de frente com a casa onde morava.

No meio do caminho, a cerca de 100 metros do destino, foi surpreendida por um homem que a arrastou para dentro de um matagal, em um terreno baldio, e foi assassinada.

Vizinhos disseram ter ouvido os latidos dos cachorros, porém não ouviram gritos e lamentaram por não terem presenciado a cena e possivelmente evitado a tragédia. O próprio suspeito disse que a adolescente não conseguiu gritar.

O corpo de Vitória foi achado no início da madrugada do dia seguinte pelos familiares que passaram a procurá-la incansavelmente. Ela foi encontrada de bruços, caída em um córrego que passa dentro do terreno baldio.

A mãe Christiane Schier pouco conseguiu falar depois que recebeu a notícia da prisão do suspeito. Muitos desabafos foram feitos pelas redes sociais, ainda inconformados com a forma como ela morreu.

— Estou tremendo de tanto ódio, mas aliviada — se limitou a dizer.

Os pais lembram da filha como um anjo e a descrevem como uma menina tranquila e tímida. Que gostava de tocar violão e tinha sonhos simples como casar em um sítio. A família não retornou mais à casa no bairro Bom Retiro desde que a menina morreu.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Crime 27/11/2013 | 19h02

Polícia de Joinville revela o nome do assassino de Vitória Schier

Carlos Alberto de Andrade foi preso nesta quarta em Paranaguá, no Litoral do Paraná

Crime 27/11/2013 | 16h19

Polícia de Joinville diz ter prendido o assassino da menina Vitória Schier

Homem que foi preso no Paraná deve ser apresentado ainda na tarde desta quarta-feira, na Central de Polícia

Dor e lembranças 23/10/2013 | 21h31

Familiares prestam homenagem a Vitória Schier em missa

Celebração aconteceu na paróquia Santo Antônio, no bairro Bom Retiro, em Joinville

Dor e lembranças 23/10/2013 | 07h39

Pais da adolescente morta há um mês em Joinville sofrem e esperam resultado das investigações

Christiane e Evandro Schier, pais de Vitória, 16 anos, que foi morta a cem metros de casa quando voltava da escola, falam da tristeza e da esperança de que o assassino da filha seja encontrado

Polícia 05/10/2013 | 17h37

Homem suspeito de cometer homicídio na zona Sul de Joinville é preso

Polícia investiga se há vínculo do homem com a morte da adolescente Vitória Schier

Crime na zona Norte 26/09/2013 | 22h55

'AN' refez últimos passos da adolescente morta a poucos metros de casa em Joinville

Vizinha chegou a ouvir latidos de cães que possivelmente alertavam para o fato

Despedida 25/09/2013 | 14h52

Dor e revolta marcam enterro de menina encontrada morta em Joinville

Vitória Schier, de 16 anos, foi encontrada sem vida pelo avô na madrugada desta terça-feira

Violência 24/09/2013 | 09h04

Corpo de adolescente é encontrado em matagal na zona Norte de Joinville

Jovem estava desaparecida desde a manhã de segunda-feira

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEx-aluno da Escola Bolshoi de Joinville morre afogado no Rio Grande do Sul https://t.co/adAuR25GJd #LeianoANhá 7 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConfira como foi o primeiro dia e a abertura da 80ª Festa das Flores de Joinville https://t.co/TaIaNIrHlS #LeianoANhá 7 horas Retweet
A Notícia
Busca