Conheça as propostas dos candidatos a governador para a Serra Dona Francisca  - Política - A Notícia

Versão mobile

 

Eleições 201827/09/2018 | 15h45Atualizada em 27/09/2018 | 15h45

Conheça as propostas dos candidatos a governador para a Serra Dona Francisca 

As prioridades contidas nesta série do jornal A Notícia foram definidas por entidades representativas da região

Conheça as propostas dos candidatos a governador para a Serra Dona Francisca  Salmo Duarte/A Notícia
Foto: Salmo Duarte / A Notícia
A Notícia
A Notícia

Desde segunda-feira (24), "AN" publica as propostas dos candidatos ao governo do estado sobre cinco prioridades para Joinville, definidas após consulta a entidades representativas da região. 

O jornal convidou a Associação Empresarial de Joinville (Acij), Câmara dos Dirigentes Lojistas de Joinville (Cdl), Associação de Joinville e Região da Pequena, Micro e Média Empresa (Ajorpeme), Associação dos Comerciantes de Material de Construção de Joinville e Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) para elencarem as principais demandas da cidade aos postulantes ao cargo de governador. 

Abaixo, você confere o pensamento dos candidatos sobre a estadualização e a manutenção da SC-418, a conhecida Serra Dona Francisca. Na sexta-feira serão publicadas as respostas sobre as propostas para o Hospital Municipal São José. Já foram publicadas matérias mostrando o pensamento dos candidatos sobre questões de segurança, a participação de Joinville no governo, licenciamentos ambientais, para infraestrutura e mobilidade  e propostas para o Eixo Industrial. 

* CANDIDATOS POR ORDEM ALFABÉTICA

A estadualização da rua Dona Francisca, continuidade da SC-418, está no planos de governo? Quando será executada? De onde virão os recursos? E a Estrada Dona Francisca terá as verbas necessárias para manutenção e recolocação da iluminação?

COMANDANTE MOISÉS (PSL) 

- A mobilidade e a acessibilidade em Santa Catarina são estratégicas para o desenvolvimento econômico e social do Estado. Por isso, todas as obras de infraestrutura serão prioridade na gestão do PSL. Quanto à Estrada Dona Francisca, por se tratar de um importante roteiro turístico da região, vai receber atenção e cuidado especial. O que me traz nesta luta é exatamente essa vontade de oferecer melhores condições para a população catarinense. É inaceitável, ao pensarmos em segurança, a Estrada Dona Francisca estar hoje enfrentando deficiências na iluminação, que vêm desde 2016, depois de casos de vandalismo nos postes e furto da fiação, além dos buracos e falta de sinalização que a rodovia apresenta. Pode-se dizer, sim, que tudo isso é um descaso.

DÉCIO LIMA (PT) 

- Hoje, quem transita por ali, especialmente durante a noite, sente-se inseguro. Entendemos que é preciso fazer a revitalização da Rodovia Dona Francisca (SC-418), implantando a iluminação, dispositivos eletrônicos redutores de velocidade na serra e controle da circulação de cargas perigosas nesta rodovia.

GELSON MERISIO (PSD) 

- Estadualizando ou não a Serra Dona Francisca, o governo do Estado irá garantir os recursos necessários para realizar a manutenção e reinstalar a iluminação no local. O trecho entre Joinville e Campo Alegre está hoje às escuras por causa do furto da fiação e do vandalismo. Aliás, importante aqui lembrar que a instalação das luzes foi uma obra do então governador Esperidião Amin, hoje candidato a senador. Do jeito que está, o local é realmente perigoso, tanto que, dia sim, dia não, vemos notícias de graves acidentes na estrada. Uma das primeiras missões do futuro secretário estadual de Infraestrutura, que será um nome de Joinville, será garantir os recursos e ordenar o imediato início dos reparos. Se os projetos não estiverem contemplados no orçamento, vamos trabalhar para ajustá-lo e garantir os recursos.

INGRID ASSIS (PSTU) 

- As rodovias que recortam as serras de nosso Estado necessitam de melhorias e conservação para que tenhamos segurança ao transitar por tais estradas. Como dissemos anteriormente, as obras em rodovias e de infraestrutura em geral dependem de recursos que os governos afirmam não existir, pois destinam bilhões para priorizar o lucro de “meia dúzia” de grandes empresários e banqueiros. Precisamos inverter essa lógica. Assim, teríamos recursos para investir no que os trabalhadores e seus filhos mais necessitam: saúde, educação e segurança, bem como na recuperação e construção de rodovias.

JESSÉ PEREIRA (Patriotas) 

- Sobre a estadualização da rua Dona Francisca, devemos sentar com o poder público de Joinville e indicar uma audiência pública para discutir o assunto. Dependendo do resultado, podemos, sim, assumir esta responsabilidade. Agora, sobre as questões referente à Estrada Dona Francisca, já passou da hora dos governantes terem assumido este compromisso de melhorias e, principalmente, de ter colocado iluminação tanto para segurança dos cidadãos, como também para locomoção por esta estrada tão importante no contexto da mobilidade joinvilense. Assumo esta causa, se eleito for.   

LEONEL CAMASÃO (PSOL) 

- Como eu disse anteriormente, nós temos muitas obras paradas no governo do Estado, especialmente aquelas que eram do Pacto de Santa Catarina, que, na verdade, era o pacto da publicidade. Muitas obras recebiam mais recursos para a divulgação do que para a própria obra. Nós entendemos que vamos precisar de um processo de diálogo com a sociedade civil organizada. Mais uma vez, reafirmo, não só com as entidades empresariais. Acredito que a OAB, o Centro de Direitos Humanos, os sindicatos e outras organizações têm muito a contribuir, inclusive em perguntas aos candidatos ao governo. Mas nós vamos ter o compromisso de, por meio da Secretaria Estadual das Cidades, abrir esse diálogo com a comunidade para saber quais são as prioridades e, então, iremos avaliar a eventual execução dessa obra.

MAURO MARIANI (MDB) 

-  A Dona Francisca é de vital importância para Joinville porque a cidade se desenvolveu ao seu curso e o Planalto Norte também durante o ciclo da erva-mate. Atualmente, há um projeto de duplicação orçado em R$ 70 milhões, sem contar o custo das desapropriações. No meu entendimento, mais importante que a discussão de estadualizar ou não, faz-se fundamental atualizar o projeto de duplicação do trecho urbano da BR-101. Meu governo será parceiro do município para buscar financiamento para viabilizar a obra de duplicação. Quanto à serra, é compromisso a revitalização e uma nova iluminação. Para as rodovias estaduais, vamos criar um fundo de manutenção das rodovias para realização de roçada, tapa-buraco e demandas pontuais de sinalização.

ROGÉRIO PORTANOVA (REDE) 

- A rua Dona Francisca corta o município de Joinville desde o Centro da cidade, é histórica a ligação desta rua com o desenvolvimento de Joinville. Antes da estadualização da rua, temos a  prioridade inicial de garantir a manutenção adequada de toda a extensão rural, até o alto da Serra Dona Francisca, incrementando uma importante rodovia regional, tanto econômica quanto turisticamente. Acredito que a comunidade joinvilense e Norte catarinense têm esta como uma prioridade. A continuidade da SC-108. O traçado será feito em paralelo com a rodovia que já existe, iniciando na rotatória da BR-280 e terminando cerca de 1,5 quilômetro após a intersecção com a SC-415, em Massaranduba. A obra prevê duas novas pontes, uma sobre o rio Itapocu, com 200 metros de extensão e outra sobre o rio Putanga, com 60 metros. Serão oito viadutos para passagem de pedestres, ciclistas e veículos, seis passagens inferiores para pedestres e ciclistas e uma passarela, localizada na saída da rua Jaraguá, em Guaramirim. O ideal é que o projeto contemple um trecho maior, que venha até pelo menos o trevo de Massaranduba. Como explicamos acima, vamos levantar os recursos da maior região arrecadatória do Estado e, dentro das suas limitações, apresentar o que a população vai querer executar com os recursos disponíveis para a região.

 *Até o fechamento desta edição, a candidato Ângelo Castro (PCO) estava com a candidatura impugnada, impedido de fazer campanha pelo TRE. Ele está recorrendo com embargos declaratórios e aguarda julgamento. Mesmo assim, o “AN” encaminhou as questões para sua equipe de campanha, mas até o prazo combinado não recebeu as respostas.

Leia mais:
Conheça as propostas dos candidatos a governador para a duplicação do Eixo Industrial de Joinville
Conheça as propostas dos candidatos a governador para a participação de Joinville no Governo
Conheça as propostas dos candidatos a governador para a área de segurança em Joinville
Conheça as propostas dos candidatos a governador para a atuação dos Bombeiros Voluntários em Joinville



 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConfira o obituário de 1, 2 e 3 de dezembro de 2018 https://t.co/PV6Lzm289T #LeianoANhá 7 diasRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJEC/Krona perde para o Tubarão e se despede do Campeonato Catarinense https://t.co/OOIQQoSgXs #LeianoANhá 10 diasRetweet
A Notícia
Busca