Saavedra: Nova proposta tenta duplicar trecho da BR-280 - Política - A Notícia

Vers?o mobile

 

Portal13/12/2017 | 07h20Atualizada em 13/12/2017 | 07h20

Saavedra: Nova proposta tenta duplicar trecho da BR-280

Meta é tentar que a União banque parcialmente a ampliação de 11 quilômetros entre o trevo do Itinga e o acesso a Balneário Barra do Sul

Saavedra: Nova proposta tenta duplicar trecho da BR-280 /

Na nova frente aberta para tentar duplicar o trecho da BR-280 em Araquari, a meta agora é tentar começar a obra em março, ainda que todas as iniciativas anteriores tenham fracassado. Até amanhã, a empresa vencedora da licitação em 2014 para o lote entre São Francisco e a BR-101 apresenta o orçamento para ampliar os 11 km entre o trevo do Itinga e o acesso a Balneário Barra do Sul.
O montante deverá ser incluído no orçamento da União para 2018. O encaminhamento foi feito ontem em Brasília, em reunião no Ministério dos Transportes, com presença também de representantes das prefeituras de São Francisco do Sul e Araquari, DNIT e Embratur. “Vamos torcer e acho possível que aconteça, mas vamos esperar por março”, diz o prefeito de São Francisco, Renato Gama Lobo (PSD), ressabiado com as decepções anteriores. 

A duplicação dos 36 km do lote 1 não começou devido à falta de dinheiro para as obras e desapropriações. Só na obra física, são mais de R$ 300 milhões. A ampliação de trecho mais curto seria uma estratégia para pelo menos começar a obra e dar mais capacidade de tráfego para uma estrada congestionada.

SE O PLANO DO ESTADO NÃO SAIR...
As tratativas feitas ontem em Brasília fazem parte de um plano B depois que o governo do Estado não levou adiante a ideia de fazer a obra com recursos do porto de São Francisco do Sul – não houve desistência do Estado, mas nem o projeto foi feito ainda. No caso da opção por meio do governo federal, já há projeto e empresa contratada para fazer a obra. 

VAI TRANCAR
Interdições em três ruas vão complicar bastante o trânsito na área central de Joinville hoje e amanhã. Nesta quarta, a rua Itajaí terá interdição total na esquina com a Jerônimo Coelho. Na quinta, as interdições serão nas ruas Rio Branco (na esquina com a Jerônimo Coelho) e na Beira-rio (também no cruzamento com a Jerônimo Coelho). 

Saída
Depois de uma década do início da saída das primeiras famílias, foi concluída a transferência dos moradores de área ocupada em 2001 na rua Vulpécula, no Jardim Paraíso. O pessoal foi instalado pela Secretaria de Habitação de Joinville em residenciais no próprio bairro. Após a recuperação do terreno, em área de preservação permanente, será estudada a possibilidade de instalação de parque. O espaço chegou a contar com 143 famílias. 

MOVIMENTO
Cadeiras foram levadas ontem do Centreventos para acomodar os contribuintes interessados em regularizar dívidas com a Prefeitura de Joinville. Na segunda, foram 500 pessoas na sede do Executivo. Ontem, aparecerem 800. O prazo para participação no programa vai até quinta.

Lei das carroças
Na sessão desta quarta-feira da Câmara de Joinville, a última do ano, deverá ser concluída a votação do projeto de Ana Rita Hermes de restrição de veículos de tração animal (carroças) na área urbana da cidade – com prazo de até dois anos e meio para cumprimento –, se for confirmada a aprovação e a lei vier a ser sancionada pela Prefeitura. As carroças poderão ser usadas para passeios e lazer, atividades rurais e religiosas.

REPAROS
Enfim, o entorno do terminal central de ônibus de Joinville ganhou melhorias no pavimento, ainda que tenha sido feito de forma parcial.

NÃO É CEDO?
No encontro com a bancada do PMDB na sua casa, na noite de terça, Udo Döhler – que acha cedo falar sobre a eleição de 2018 – reforçou os planos para a disputa de 2020. Além da meta de o PMDB chegar ao terceiro mandato consecutivo (repetindo a sequência de Pedro Ivo, LHS e Freitag), Udo tem como a meta a eleição de pelo menos sete vereadores.

SEM NOMES
Sobre a tese de que Roque Mattei seria seu candidato em 2020, Udo diz que não há nome escolhido ainda, que jamais se manifestou sobre quem seria seu preferido. Na mesma conversa, o prefeito de Joinville voltou a manifestar a convicção de que o PMDB local elegerá deputados no ano que vem, com pelo menos um estadual e um federal (cujo nome ele não cita). 

NO MAJ
Depois das reclamações públicas, inclusive com entrevista coletiva na Prefeitura de Joinville e maior presença de guardas de trânsito e PMs, a situação no entorno do Museu de Arte de Joinville teria ficado um pouco mais tranquila e, por enquanto, os pedidos para cercar o espaço continuam engavetados. Quanto à recuperação da Cidadela Antarctica, alvo de inquéritos do MP,  ainda está em estudos, sem decisões, ainda.

A GUERRA JUDICIAL DO PORTO
A Justiça Federal vai ouvir o governo do Estado, a União e a Antaq antes de se manifestar sobre os pedidos de liminares para impedir a transferência de recursos do Porto de São Francisco do Sul para o caixa do Estado, como pretende o governo do Estado. A decisão da 6ª Vara Federal de Joinville foi tomada em relação à ação popular apresentada no início da semana e também para a ação impetrada pelo Sindicato dos Operadores Portuários.

Depois da criação da SPE
A ação do Sindicato dos Operadores Portuários teve tramitação iniciada na 2ª Vara Federal e passou para a 6ª Vara porque tem pedido semelhante ao da ação popular. A transferência dos R$ 103 milhões do porto para o tesouro estadual, pretendida pelo governo do Estado, só pode ser feita após a criação da sociedade de propósito específico (SPE) que administrará o terminal. A SPE está em processo de criação pela SC Par.

Sobre feiras
Uma das propostas apresentadas nesta semana por Rodrigo Coelho (PSB) em projeto sobre feiras itinerantes de varejo em Joinville já fez parte de lei municipal de 2014, sendo excluída após decisão judicial: trata-se da proibição de realização desses eventos até 30 dias antes de datas como Natal, Dia das Mães, Dia dos Pais, entre outras. Em 2014, liminar considerou que essa restrição prejudicava a livre-iniciativa.

Na Assembleia
Na proposta do vereador, a medida, se aprovada, não se aplicaria a feiras de automóveis, móveis e imóveis. O projeto de Coelho traz outras obrigações para as feiras itinerantes. Ainda sobre o tema das feiras itinerantes, projeto de Patrício Destro, com regras como instalação de posto de troca de mercadorias, por exemplo, foi aprovada na Assembleia. Falta agora a sanção pelo governador.

MAIS PMS
O governador Colombo participa nesta quarta-feira em Joinville da solenidade de formatura de policiais militares.

NOVO CURSO
O Ministério da Educação autorizou o curso de psicologia no Ielusc. Estão previstas até 50 vagas.


 
A Notícia
Busca