Saavedra:  MP cobra ampliação do atendimento na ortopedia em Joinville - Política - A Notícia

Versão mobile

Coluna Portal03/11/2017 | 07h53Atualizada em 03/11/2017 | 08h25

Saavedra:  MP cobra ampliação do atendimento na ortopedia em Joinville

Confira essa e outras informações na coluna de Jefferson Saavedra

Saavedra:  MP cobra ampliação do atendimento na ortopedia em Joinville /

Em nova manifestação sobre a ação de cobrança de ampliação no atendimento da ortopedia em Joinville, o MP pede à Justiça a determinação de realização de mutirão para atender em um primeiro momento 4,4 mil pessoas cadastradas na fila de espera. “A situação atual da especialidade de ortopedia é calamitosa nesta municipalidade”, alegou a 15ª Promotoria de Justiça de Joinville. 

A Justiça está analisando o pedido do MP. Nessa ação de 2011, foi concedida liminar em 2012 determinando à Prefeitura de Joinvile e ao Estado o fim da fila de espera de consultas na ortopedia, além da realização das cirurgias. Em recente resposta à Justiça, a Prefeitura alegou que a oferta de consultas e cirurgias está atendendo à demanda reprimida. 

Para o MP, tal alegação causa “espanto” porque, para a promotoria, o tempo de espera é “extremamente alto”. No governo Udo, um instituto privado foi contratado para desafogar a lista de consultas e cirurgias na ortopedia. O contrato já foi concluído.

Leia as últimas notícias
Confira outras colunas de Saavedra 

Não cresce
A frota de caminhões emplacados em Joinville aumentou em apenas duas unidades ao longo deste ano. O que mostra QUE os novos veículos que entraram em circulação durante 2017 apenas substituíram os caminhões que tiveram baixa, praticamente não houve avanço. Hoje, são 8.096 veículos desse tipo registrados em Jonville. 

O que é permitido
Já tem um pessoal em Joinville estudando se o projeto aprovado no Senado sobre os aplicativos de transporte tem algum conflito com a lei municipal sobre o Uber. A dúvida é se taxa por quilômetro rodado seria legal. Mas não há pressa porque o Congresso tem que fazer mais uma votação e a lei de Joinville ainda não foi sancionada.

Superestimado
Se a proposta do orçamento de 2018 da Prefeitura de Joinville não for alterada, a Câmara poderá dizer ao final de 2018 que devolverá mais de R$ 10 milhões. 

Diferença
É que o projeto prevê quase R$ 50 milhões para a Câmara e dificilmente a despesa chegará a R$ 40 milhões no ano que vem.

Em análise
O IPTU progressivo ainda não saiu do Conselho da Cidade.

Vez do concreto

Píer de São Francisco do Sul
O novo píer de São Francisco do Sul entrou na fase de concretagem da laje nesta semana. Nessa primeira etapa da construção, com 50 metros de extensão, o píer vai atender embarcações de médio e pequeno portes. A estrutura está sendo erguida no Centro Histórico da cidade.Foto: Alexandre Braga,Divulgação / Divulgação


Insulinas
Na ação do MPF para cobrar o cumprimento da decisão de fornecimento de insulinas especiais, o governo do Estado informou ter cadastrados em sistema de abastecimento de 779 pacientes de Joinville. O MPF vinha querendo bloquear recursos do Estado para a compra dos produtos. Agora, caberá aos procuradores analisar se o pedido será mantido, já que a Secretaria de Estado da Saúde comprou as insulinas e já está sendo feita a distribuição.




Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaRegime disciplinar mais rigoroso no sistema prisional está previsto para o próximo ano em Santa Catarina https://t.co/1QGOYpMPRr #LeianoANhá 5 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A Notícia¿A reforma da Previdência é a espinha dorsal do ajuste fiscal¿, afirma Zeina Latif https://t.co/tvIkhP5qXB #LeianoANhá 45 minutosRetweet
A Notícia
Busca