Saavedra: Lei do transporte de passageiros por meio de aplicativos em Joinville começa a vigorar em janeiro  - Política - A Notícia

Versão mobile

Coluna Portal07/11/2017 | 07h45Atualizada em 07/11/2017 | 07h45

Saavedra: Lei do transporte de passageiros por meio de aplicativos em Joinville começa a vigorar em janeiro 

Tabela de taxas a serem pagas pelas operadoras ainda não foi definida

Publicada nesta segunda-feira, a lei sobre a regulamentação dos serviços de transporte de passageiros por meio de aplicativos em Joinville passa a ser aplicada somente a partir do dia 5 de janeiro, afinal, estão previstos 60 dias para início da vigência. Até lá, deve ser definida a tabela de taxas a serem pagas pelas operadoras pela quilometragem percorrida. Os valores não foram apresentados quando o projeto foi analisado pela Câmara.

Queda na coleta seletiva
No seu melhor momento, a coleta seletiva em Joinville chegou a 991 toneladas mensais, equivalente a 8,5% da produção do lixo domiciliar em Joinville. Agora em 2017, o índice está em 7% e a média mensal caiu para 784 toneladas. Os dados são da coleta seletiva oficial, não entram o material recolhido antes da passagem dos caminhões da Ambiental.

A reação
Depois de seis anos de queda, as exportações de Joinville reagiram e estão crescendo 10,78% em relação ao ano passado. Pelos dados divulgados ontem pelo Ministério da Indústria e Comércio Exterior, são US$ 971 milhões vendidos no Exterior até o final de outubro. Assim, será possível ultrapassar a marca de US$ 1 bilhão em exportações. As importações também estão em alta e as empresas de Joinville já compraram US$ 1,4 bilhão em produtos e matéria-prima vindos de outros países.

Leia as últimas notícias
Confira outras colunas de Saavedra

Estragos na orla

ubatuba, ressaca
Calçada foi parcialmente destruída pelo avanço do mar na praia de UbatubaFoto: André Buzzi / A Notícia

A ressaca de final de semana provocou estragos em São Francisco do Sul, principalmente nos calçadões das praias de Ubatuba (foto) e da Prainha. Em Ubatuba, haverá necessidade de mudanças nos postes de iluminação. A Prainha, mais uma vez, sofreu danos por causa da maré alta. Os reparos serão concluídos nesta semana, segundo a Prefeitura.

Gênero x sexo
Em tom de reclamação, Jaime Evaristo (PSC) foi à tribuna da Câmara de Joinville para se queixar da palavra “gênero” em formulário sobre a matrícula na rede municipal de ensino de Joinville. Para o vereador, a pergunta tinha que usar a denominação “sexo”, como no passado. Jaime vai cobrar explicações porque foi trocado “sexo” por “gênero”.

Sinônimo
Para o vereador, a troca é um “absurdo”. “Não podemos aceitar, nossa bandeira é a defesa da família”, alegou Jaime, adversário do que considera “ideologia de gênero”. Ainda que a vereadora Ana Rita Hermes (Pros) tenha alegado que a palavra gênero pode ser usada como sinônimo, seja masculino ou feminino, Jaime não se convenceu e quer a eliminação da palavra “gênero” do questionário.

Mudança na licença
Adilson Girardi (SD) apresentou emenda à lei orgânica propondo que suplentes no exercício do cargo só possam pedir licença de saúde após 31 dias de mandato. O vereador também quer a regulamentação de outras modalidades de licença. No mês passado, o suplente Maycon Cesar (PSDB) assumiu no lugar de Odir Nunes (PSDB) e imediatamente pediu licença médica por 30 dias. Nesse período, Maycon teve direito a parte do salário de vereador.

Mais prazo
A conclusão da duplicação da avenida Santos Dumont vem sendo apontada para ocorrer até o final do ano, assim como a entrega do elevado com a Tuiuti, este praticamente pronto. No entanto, a Secretaria de Estado da Infraestrutura publicou ontem portaria esticando o prazo para a conclusão dos trabalhos da duplicação para 5 de abril de 2018. A prorrogação seria uma espécie de garantia contratual em caso de algum imprevisto por causa do final do ano.

Correção
O atraso na abertura das propostas da licitação da duplicação das estradas Hans Dieter e Edgar Meister, no Distrito Industrial, vai impedir as obras de começaram em 2017 e não em 2018, como a coluna afirmou, de forma errada, na edição de final de semana.

Nomeação
Quarto suplente do PMDB na Câmara de Joinville, José Ademir Negherbon foi nomeado para uma coordenadoria na Secretaria de Meio Ambiente de Joinville.

Desempenho
Divulgado nesta segunda-feira, o Anuário Multi Cidades 2018 traz um panorama das finanças de Joinville já conhecido: a cidade vai relativamente bem – na comparação com outros municípios – nos gastos em saúde e educação e despenca nos investimentos, setor onde estão as despesas com infraestrutura.

Em 22º lugar
O estudo da Frente Nacional dos Prefeitos, baseados em dados do ano passado, mostra Joinville no 22º lugar em gastos com saúde, um bom resultado para o município com a 35ª maior população do País. Em outro tipo de comparação, a média per capita brasileira de gasto com saúde é de R$ 660. Sobe para R$ 724 na região Sul. E chega a R$ 1.094 em Joinville. Na educação, Joinville ocupa a 27ª no ranking nacional.

Em 73º lugar
Em investimentos, a cidade mais populosa de Santa Catarina cai para a 73ª colocação. Só entre os municípios do Estado, fica atrás de Blumenau, Florianópolis e Itajaí. Em média, as prefeituras brasileiras conseguiram investir R$ 203 por morador no ano passado. Na região Sul, a média ficou em R$ 241. No caso de Joinville, o investimento per capita foi de apenas R$ 118. 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaMotorista colide contra viatura da PM na área Central de Joinville https://t.co/VpBrz0U5aa #LeianoANhá 10 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaDois homens morrem após ação de combate ao tráfico de drogas em Araquari https://t.co/ug6GIjF79N #LeianoANhá 11 horas Retweet
A Notícia
Busca