Raimundo Colombo ouve apelo de Temer pela reforma da previdência - Política - A Notícia

Versão mobile

Moacir Pereira22/11/2017 | 22h50Atualizada em 22/11/2017 | 22h50

Raimundo Colombo ouve apelo de Temer pela reforma da previdência

Em reunião com governadores, presidente apresentou uma nova versão da reforma previdenciária. 

Raimundo Colombo ouve apelo de Temer pela reforma da previdência Betina Humeres/Agencia RBS
Foto: Betina Humeres / Agencia RBS

Durante reunião com os governadores estaduais, no Palácio da Alvorada,  o presidente Michel Temer apresentou uma nova versão da reforma previdenciária que está sendo analisada na Câmara dos Deputados e se transformou na principal prioridade de seu governo neste fim de ano.

O governador Raimundo Colombo esteve presente.  Fez um bate-volta. Participou apenas durante uma hora. Chegou ao meio dia e saiu depois das 13,15, pegando o avião e viajando direto a Lages, para participar das comemorações dos 251 anos de fundação do município.

A ultima versão da reforma, segundo Colombo, prevê contribuição mínima de 40 anos à previdência para os trabalhadores e servidores que desejarem 100% dos proventos em relação aos salários.

A idade mínima para aposentadoria também deverá ser reduzida para 60 anos dos homens e 58 anos para as mulheres. Era de 65 anos e 62, respectivamente no projeto original.

Os governadores ouviram apelos pela aprovação da Reforma da Previdência, e deixaram o Alvorada sem falar com a imprensa. A única que deu declarações no fim do encontro foi a vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti (PP-PR), que é esposa do ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Ela informou que Temer pediu apoio dos governadores junto às bancadas para garantir os 308 votos necessários para aprovar a Previdência ainda este ano.  Houve consenso entre os governadores presentes.               

"Acredito que os governadores vão apoiar, o Brasil vive um momento diferente e nós sabemos que as reformas são importantes para o Brasil independente de eleição", afirmou. Ela defendeu ainda que os governadores mobilizem as lideranças municipais e estaduais para ajudar a aprovar a reforma.

Esta nova versão da reforma foi apresentada pelo relator, Arthur Maia (PPS- BA). Os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, do trabalho, Ronaldo Nogueira, da Casa Civil, Eliseu Padilha, também participaram do encontro. Além de Marcelo Caetano, Secretário da Previdência.

De acordo com o Planalto, além de Cida, estiveram presentes: Luiz Fernando Pezão (RJ), Simão Jatene (PA), Gerado Alckmin (SP), Marconi Perillo (GO), Pedro Taques (MT), Cesar Colnago, vice-governador (ES), Robinson Faria (RN), Raimundo Colombo (SC), Jackson Barreto (SE), Reinaldo Azambuja (MS), Confúcio Aires Moura (RO), Marcelo Miranda (TO), Suely Campos (RR), Ligia Feliciano, vice-governadora (PB), João Bosco Saraiva, vice-governador (AM) e José Ivo Sartori (RS).

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Universidade gratuita é subsídio para parcela mais rica da população

Arcebispo Dom Wilson Tadeu Jönck recebe Medalha Anita Garibaldi

Em reunião da Fiesc, Jorge Bornhausen comenta reunião com Temer


Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPM forma turma de mais de 100 soldados em Joinville https://t.co/xCYLIE5lPq #LeianoANhá 3 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaQuatro catarinenses estão no mesmo pote do sorteio dos jogos da Copa do Brasil https://t.co/RKjgNpLt1a #LeianoANhá 4 horas Retweet
A Notícia
Busca