Obras do acervo de Jeanine e Marcelo Collaço Paulo estão expostas no MASC - Política - A Notícia

Versão mobile

Moacir Pereira16/11/2017 | 02h30Atualizada em 16/11/2017 | 02h30

Obras do acervo de Jeanine e Marcelo Collaço Paulo estão expostas no MASC

Exposição "Sensos e Sentidos" tem obras de artistas como Victor Meirelles, Debret, Eduardo Dias e Hassis

Obras do acervo de Jeanine e Marcelo Collaço Paulo estão expostas no MASC Moacir Pereira/Moacir Pereira
Obra de Eduardo Dias, contante no acervo do médico Marcelo Collaço Paulo e sua esposa Jeanine j Foto: Moacir Pereira / Moacir Pereira

Inéditos  
Uma exposição de obras de arte do acervo do médico Marcelo Collaço Paulo e sua esposa Jeanine enriquece a programação do Museu de Arte de Santa Catarina no Centro Integrado  de Cultura. Intitulada Sensos e Sentidos tem obras de grandes artistas. Lá estão Victor Meirelles, Debret, Eduardo Dias, Pedro Américo, Guttman Bicho, Eliseu Visconti, Martinho de Haro, Hassis, Malinverni Filho, Rodrigo de Haro, Juarez Machado e Silvio Pléticos,  entre outros. São 42 excepcionais artistas, além de antigas esculturas. Curadoria de Edina De Marco e Josué Mattos.

Kuhlmann, o ausente
O presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, deputado Jean Kuhlmann (PSD) vem recebendo fortes críticas pela ausência  no parlamento. Está sendo chamado de "engavetador". Segurou por meses a autorização do financiamento da Celesc junto ao BID. E ficou com os projetos de renegociação da dívida do Estado e fixação do teto de gastos por 45  dias. Recebeu no plenário críticas  veementes do deputado Roberto Salum: "Ele engavetou os projetos e nem está aqui".

TST em SC
O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Ives Gandra Martins Filho, estará em Santa Catarina no dia 5 de dezembro. Vai participar,  às 14h, da implantação da Vara do Trabalho de Navegantes. Terá também reunião com os magistrados trabalhistas que atuam no Estado.

Imunidade?
O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), vetou projeto de lei que concedia isenção tributária a todas as igrejas da cidade. A propósito: depois de acabar com o imposto sindical obrigatório não está na hora de o governo extinguir a imunidade tributária que a Constituição conferiu a todas as igrejas?

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Leia também: 

Com polêmicas, Alesc aprova renegociação da dívida e congelamento de despesas

Fatma entra com ação pedindo R$ 500 mil por danos causados por índios em Reserva

PSDB lança 3 candidatos ao governo de SC




Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVÍDEO: Área de mata pega fogo na avenida Santos Dumont, em Joinville https://t.co/BuAksYgTSG #LeianoANhá 58 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaÁrea de mata pega fogo na avenida Santos Dumont, em Joinville https://t.co/8mVayRtxlr #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca