A pressão dos grupos de esquerda no cancelamento do evento da UFSC que critica o comunismo - Política - A Notícia

Versão mobile

Moacir Pereira08/11/2017 | 02h20Atualizada em 08/11/2017 | 02h20

A pressão dos grupos de esquerda no cancelamento do evento da UFSC que critica o comunismo

A atitude liquida com a diversidade ideológica, condição vital para existência de uma universidade

A pressão dos grupos de esquerda no cancelamento do evento da UFSC que critica o comunismo UFSC/Divulgação
Foto: UFSC / Divulgação

Mais um triste episódio se registra no campus da Universidade Federal de Santa Catarina. Um evento cultural, que pretendia debater o tema "Semana Vítimas do Comunismo, a maior tragédia do Século 20", autorizado pelos órgãos universitários, foi cancelado inesperadamente, por pressão de grupos de esquerda.

Estariam em Florianópolis especialistas para debater questões relativas ao gigantesco morticínio humano da Rússia no período Stalin. Este monstruoso líder comunista é vice-campeão mundial de assassinatos coletivos. Mandou matar mais de 43 milhões de seres humanos. Só perde para o ditador Mao-Tse Tung, que liquidou 77 milhões de chineses.

O cancelamento, segundo os organizadores, foi decidido pelo professor Irineu Souza, diretor do Centro Sócio Econômico, que disputou o cargo de reitor apoiado pelo professor Nildo Ouriques, presidente do Instituto de Estudos Latino-Americanos e maior defensor do bolivarianismo em Santa Catarina.

O cancelamento do evento e até das noticias veiculadas pela Agecom revela que a esquerda da UFSC assumiu atitudes fascistas e liquida com a diversidade ideológica, condição vital para existência de uma universidade.

Plano Diretor
Entidades empresariais comemoraram a decisão do STJ, que acolheu recurso especial do procurador-geral Diogo Pitsica, vedando a Procuradoria da República em Santa Catarina de interferir nas discussões e votação do novo Plano Diretor. Importante: a decisão foi unânime, a partir do relator, ministro Sérgio Kukina. Hélio Bairros, presidente do Sinduscon, destacou que a decisão resgate a segurança jurídica.

Podemos em SC
O presidente nacional do Podemos, senador Álvaro Dias, estará nesta sexta em Itajaí, onde participará de almoço com empresários e se reunirá com lideranças políticas. Na segunda-feira, o parlamentar cumprirá agenda em Florianópolis. Fará palestra no Templo Macônico Arte Real sobre "O Brasil que temos e o Brasil que Podemos ter". Terá encontro, também, como deputado Natalino Lázare.

Agradecimentos ao companheiro Upiara Boschi que, com a costumeira competência, assumiu a coluna nas minhas férias.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Data da renúncia de Colombo é uma falsa dúvida

Colombo confirma que deve indicar Ascari para vaga de Júlio Garcia no TCE

O perdão pragmático do PT

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Gisele Bündchen deixa de ser a modelo mais bem paga do mundo https://t.co/yy9tO2Rk6s #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEntenda no que os conselheiros se apoiam para pedir o impeachment do presidente do JEC https://t.co/I2NwZdfhLS #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca