Saavedra: Joinville registra, por dia, 28 boletins de ocorrência de furto - Política - A Notícia

Versão mobile

Portal 20/10/2017 | 21h02Atualizada em 21/10/2017 | 08h00

Saavedra: Joinville registra, por dia, 28 boletins de ocorrência de furto

Confira essa e outras informações na coluna de Jefferson Saavedra

Saavedra: Joinville registra, por dia, 28 boletins de ocorrência de furto /

Se os assaltos apresentaram queda em Joinville, com uma redução de 4,5% na comparação com o ano passado, os furtos dispararam na cidade em 2017: em média, é registrada mais de uma ocorrência por hora. São 28 boletins de ocorrência registrados em Joinville todos os dias, conforme dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública atualizados nesta semana. Com os quase 7 mil casos no ano até agosto, o crescimento em relação ao mesmo período de 2016 chega a 41% em Joinville na modalidade. 

Os furtos são aqueles casos em que um bem é levado sem a presença ou ameaça à vítima. Arrombamentos de residência quando não há ninguém em casa ou um carro ser levado sem que o dono esteja por perto são exemplos de furto. No caso dos assaltos (o mesmo que roubo), a vítima está presente, com ameaça. Um tipo de assalto em crescimento em Joinville é aquele em que o motorista é rendido pelos bandidos interessados no veículo. 

Leia as últimas notícias
Confira outras colunas de Saavedra

Cotado
No início de agosto, quando Vissilar Pretto foi exonerado, até houve rumores sobre a possibilidade de Romualdo França assumir a superintendência do DNIT/SC. Vissilar caiu porque o autor da indicação, Jorginho Mello, votou contra Temer na primeira denúncia.

Sondado
Mas quem acabou mesmo sendo convidado foi Eduardo Régua, diretor de obras em Blumenau e ex-diretor do Ittran (hoje Detrans) no começo do governo Udo. Mas a nomeação não se confirmou. Em tese, a indicação caberia à bancada federal do PMDB. Para o comando do DNIT, é preciso ser engenheiro e servidor de qualquer órgão público. 

Vez da convenção
A convenção do PMDB de Joinville será realizada neste sábado, a partir das 10h, no Sindicato dos Comerciários. As articulações são para apresentação de uma só chapa ao diretório, de consenso, com Simone Schramm sendo mantida como presidente por mais dois anos. Uma das incógnitas é o futuro de Cleonir Branco na executiva. O ex-presidente é hoje um dos vice-presidentes e, aparentemente, gostaria de permanecer na executiva. Até sexta, ainda não havia decisão.

Meta para vias de bicicletas
As ciclorrotas, como as instaladas na área central de Joinville no início da semana, estão entre as modalidades previstas pelo Plano de Mobilidade para ampliação das vias para bicicletas. A meta é pular dos atuais 140 km de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas para 730 km até 2025. O Ministério Público até já andou perguntando como a meta poderá ser cumprida. Há a possibilidade de a quilometragem pretendida ser revista.

A pergunta de sempre
Na visita a Udo Döhler na sexta pela manhã, Jorginho Mello teve um momento de conversa a sós com o prefeito de Joinville (os vereadores Maurício Peixer e Pelé acompanharam em um primeiro momento). Mais uma vez, Jorginho quis saber se Udo é candidato ao governo do Estado. Mais uma vez, o prefeito não confirmou nem negou. O PR está próximo do PMDB, ainda que o deputado se mantenha como pré-candidato ao governo. 

Tem mais
Dário Berger citou um montante diferente para a BR-280 no Orçamento da União para 2018: o senador do PMDB garantiu que a previsão para o ano que vem para a duplicação é de R$ 72 milhões, o mesmo valor reservado em 2017. Na sexta, o parlamentar participou de café na Associação Empresarial  de Araquari. A duplicação está estimada em R$ 1 bilhão, sem incluir a ponte do Linguado e as desapropriações.

Outra fonte
O valor citado por Dário, repassado pela associação, é uma novidade. No documento complementar sobre o Orçamento de 2018 enviado pelo governo Temer ao Congresso e disponível no site da Câmara dos Deputados, a previsão para a BR-280 é de apenas R$ 30 milhões. Há possibilidade, assim, de ter surgido outra fonte, ou de se tratar de valor que Dário pretende que seja ampliado.

Meta para vias de bicicletas
As ciclorrotas, como as instaladas na área central de Joinville no início da semana, estão entre as modalidades previstas pelo Plano de Mobilidade para ampliação das vias para bicicletas. A meta é pular dos atuais 140 km de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas para 730 km até 2025. O Ministério Público até já andou perguntando como a meta poderá ser cumprida. Há a possibilidade de a quilometragem pretendida ser revista.

 JOINVILLE,SC,BRASIL,17-10-2017.Implantação da ciclorrota em ruas centrais de Joinville.(Foto:Salmo Duarte/A Notícia,Geral)
Foto: Salmo Duarte / A Notícia

Um retorno temporário
Neste período de apresentação de emendas, Marco Tebaldi (PSDB) retornou à Câmara dos Deputados. A interrupção da licença médica foi possível porque ocorreu em momento de intervalo entre as etapas do tratamento após cirurgia no pâncreas em agosto. Mas Tebaldi voltará a se licenciar para continuar o tratamento, com retorno definitivo previsto para novembro. 

Sobre direitos
Jaime Evaristo (PSC) está pedindo informações da Prefeitura de Joinville sobre o programa Educar Direitos Humanos, a ser aplicado na rede de ensino. Para o vereador, a expressão “direitos humanos” é abrangente, envolvendo “cidadania, individualidades, gênero, etnia, classe social, grupo religioso etc.”. Por isso o vereador quer saber exatamente do que se trata, inclusive com pedido de remessa da matriz curricular. 

Em parceria
A Secretaria de Educação de Joinville lembra da existência da capacitação dos professores sobre o tema pelo menos desde 2013. O projeto-piloto em andamento na escola Navarro Lins (Comasa) está treinando os professores para tratar os direitos humanos de forma “transversal”, isto é, em diferentes disciplinas. O Instituto de Desenvolvimento e Direitos Humanos é parceiro do projeto.

Em 70º
O tombo do emprego foi tão grande em Joinville entre 2015 e 2016, que mesmo com a recuperação em 2017, a cidade está em 70º lugar no País no ranking dos municipios que mais fecharam vagas nesse período de crise. É o intervalo entre janeiro de 2015 e setembro passado. São 5,6 mil cidades no estudo do mercado formal, pela CLT.

Parcial
A criação de 6 mil vagas neste ano não compensou integralmente o resultado dos dois anteriores em Joinville, quando 13,3 mil postos foram fechados. No País, desde o início 2015, 2,6 milhões vagas foram fechadas, mesmo levando-se em conta a recuperação de 2017.

Em andamento
Tem gente costurando a ida de Anelísio Machado para o PSDB, como forma de levar o empresário a concorrer a deputado estadual. Hoje, ele está no DEM – partido que já tem Sidney Sabel como pré-candidato em Joinville. 




Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Gisele Bündchen deixa de ser a modelo mais bem paga do mundo https://t.co/yy9tO2Rk6s #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEntenda no que os conselheiros se apoiam para pedir o impeachment do presidente do JEC https://t.co/I2NwZdfhLS #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca