Saavedra: regulamentação do Uber chega à Câmara de Vereadores de Joinville - Política - A Notícia

Versão mobile

Portal01/09/2017 | 07h10Atualizada em 01/09/2017 | 07h10

Saavedra: regulamentação do Uber chega à Câmara de Vereadores de Joinville

Cobrança de taxa por quilometragem rodada e a obrigação de emplacamento do veículo em Joinville são os principais itens da proposta

Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

A cobrança de taxa por quilometragem rodada e a obrigação de emplacamento do veículo em Joinville são os principais itens da proposta de regulamentação do transporte privado de passageiros, enviada nesta quinta-feira pela Prefeitura de Joinville à Câmara dos Vereadores. Na prática, é a regulamentação do Uber, serviço que opera sem restrição na cidade devido a decisões judiciais.

Confira outras colunas de Jefferson Saavedra
Leia as últimas notícias 

Taxa


Os valores das taxas não aparecem no projeto, só serão descritas em decreto a entrar em vigor logo em seguida. A tabela prevê pagamento de 15 centavos por quilômetro caso o conjunto de veículos do aplicativo rode até 90 quilômetros com passageiros em uma hora. Há várias outras faixas conforme a quilometragem e a taxa pode chegar a 42 centavos por km se os carros do aplicativo rodarem, juntos, mais de 446 km em até uma hora.

R$ 5 mil

A Prefeitura de Joinville calcula que poderá arrecadar até R$ 5 mil por ano com cada veículo dos aplicativos. A taxa será cobrada da operadora e não do condutor ou do passageiro. Há descontos na taxa para veículos acessíveis, mulheres condutoras, se houver mais passageiros no mesmo veículo etc. A regulamentação proíbe identificação externa dos veículos e nem estão previstos pontos fixos. 


A Notícia
Busca