Saavedra: Construção de pontes em Joinville continua no papel  - Política - A Notícia

Versão mobile

 

 

Portal18/08/2017 | 06h15Atualizada em 18/08/2017 | 13h42

Saavedra: Construção de pontes em Joinville continua no papel 

Projeto entre as ruas Plácido Olímpio de Oliveira (Bucarein) e Aubé (Boa Vista) teve a revisão concluída, mas ainda sem data de lançamento

Saavedra: Construção de pontes em Joinville continua no papel  reprodução/divulgação
Foto: reprodução / divulgação

Apontada como ¿iminente¿ pelos governos Carlito Merss e Udo Döhler, a ponte entre as ruas Plácido Olímpio de Oliveira (Bucarein) e Aubé (Boa Vista) teve a revisão do projeto concluída recentemente e agora o edital de licitação está em fase final de montagem, ainda sem data para lançamento.

Ainda assim, essa ponte está mais ¿adiantada¿ em relação às estruturas das ruas Nacar e Anêmonas. As pontes na ruas Nacar (Guanabara) e Anêmonas (Fátima) só contam com projetos básicos e o TCE passou a exigir os projetos executivos. Assim, será preciso contratar consultorias para fazer o trabalho. Ou seja, talvez em 2018 as obras possam ser licitadas.

Os recursos das três pontes, em tese, estão previstos em pacote de R$ 105 milhões liberado pelo governo federal – até agora, só a rua São Paulo está em andamento. Já a ponte mais importante e cara, com custo acima de R$ 100 milhões, entre os bairros Boa Vista e Adhemar Garcia, ainda está em fase de análise pelo governo federal de financiamento internacional de US$ 40 milhões.

Além disso, não há licenciamento ambiental. Portanto, é praticamente impossível que venha a ser licitada ainda em 2018. Essa ponte, além da ligação da Plácido com a Aubé, foi prometida pelo governo Udo ainda na campanha de 2012. 

Confira outras colunas de Jefferson Saavedra

Já a ponte mais importante e cara, com custo acima de R$ 100 milhões, entre os bairros Boa Vista e Adhemar Garcia, ainda está em fase de análise pelo governo federal de financiamento internacional de US$ 40 milhões.

Além disso, não há licenciamento ambiental. Portanto, é praticamente impossível que venha a ser licitada ainda em 2018. Essa ponte, além da ligação da Plácido com a Aubé, foi prometida pelo governo Udo ainda na campanha de 2012.

 
A Notícia
Busca