Saavedra:  Três vereadores eleitos de Balneário Barra do Sul são cassados - Política - A Notícia

Versão mobile

Portal02/07/2017 | 15h39Atualizada em 02/07/2017 | 15h39

Saavedra:  Três vereadores eleitos de Balneário Barra do Sul são cassados

Denúncia do MPE ocorreu após cinco candidatas dos mesmos partidos dos legisladores não terem obtido nenhum voto

Saavedra:  Três vereadores eleitos de Balneário Barra do Sul são cassados Divulgação / Divulgação/Divulgação
Legisladores continuam nos cargos até o julgamento dos recursos em outras instâncias Foto: Divulgação / Divulgação / Divulgação

A votação zerada de cinco candidatas à Câmara de Vereadores de Balneário Barra do Sul levou a Justiça Eleitoral a cassar o registro dos demais candidatos dos respectivos partidos. Com a decisão, são cassados os mandatos de três eleitos, levando ao recálculo do quociente eleitoral. Como a decisão foi tomada em primeira instância, os três vereadores permanecem nos cargos até o julgamento dos recursos em outras instâncias. 


Leia mais notícias de Joinville e região.
Confira outras notas de Jefferson Saavedra 

Com recurso 
Os eleitos citados são André Gonçalves (PSDB), Manoel Henrique Neto (PSD) e Dail de Oliveira (PSD). Os recursos dos vereadores e dos candidatos não eleitos contra a decisão serão apresentados no TRE na segunda-feira. A ação do Ministério Público Eleitoral foi apresentada contra o PSDB e a aliança PSD/SC. No PSDB, duas candidatas não tiveram nenhum voto, enquanto que na coligação, foram três concorrentes a não receber sufrágios. 

Só a cota 
Além não terem sido votadas, as mulheres não apresentaram despesas de campanha. Uma delas até fez post em rede social defendendo outro candidato, segundo o MPE. As situações levaram o MPE a concluir que os nomes delas foram lançados apenas para preencher a proporcionalidade por sexo. A acusação foi de fraude no demonstrativo de regularidade de atos partidários, o DRAP.

A Notícia
Busca