Terminal de regaseificação de gás natural liquefeito pode ser instalado no Norte de SC - Política - A Notícia

Versão mobile

Moacir Pereira30/06/2017 | 08h26Atualizada em 30/06/2017 | 08h26

Terminal de regaseificação de gás natural liquefeito pode ser instalado no Norte de SC

Udo Döhler garantiu apoio político ao presidente da SCGás, Cósme Polêse, para implementação do projeto na Baía da Babitonga

Terminal de regaseificação de gás natural liquefeito pode ser instalado no Norte de SC Divulgação/Divulgação
Foto: Divulgação / Divulgação

O prefeito de JoinvilleUdo Döhler (PMDB), garantiu todo apoio político ao presidente da SCGásCósme Polêse, ao projeto de instalação de um terminal de regaseificação de gás natural liquefeito (GNL) na Baía da Babitonga. Está projetada para a área entre Joinville e São Francisco do Sul, já com interesse de grupos multinacionais. O terminal atenderia a demanda de todo o Sul do Brasil.

Saúde
Secretaria da Saúde decidiu agilizar a atuação do Núcleo de Apoio Técnico (NAT) para avaliar e controlar os processos de judicialização da saúde em Santa Catarina. Contratou 13 farmacêuticos e comprou software para montar um banco de dados para impedir fraudes e monitorar os pedidos. Um documento sobre os efeitos da judicialização, que consome parte do orçamento da Secretaria, foi enviado ao Tribunal de ContasMinistério PúblicoTribunal de Justiça e Justiça Federal. A Secretaria deverá pagar R$ 250 milhões com processos judiciais.

Com o presidente
Arquiteta Carolina Nunes, de Blumenau, esteve ontem em Berlim com o presidente alemão Frank-Walter Steinmeier. Ela foi selecionada para participar do Bundeskanzler Stipendium, programa da chanceler Angela Merkel destinado aos jovens do Brasil, Rússia, Índia, China e Estados Unidos. Carolina produziu o projeto Humanität - Citis as Human Habitats, de cunho urbanístico e ecológico.

Símbolos
Ação popular na Justiça pretendia cancelar a logomarca turística oficial de Imaruí. A alegação era de que feria a Constituição, que garante liberdade de crença religiosa. Entre os símbolos estão as imagens de Albertina Berckenbrock, de Pedro Raimundo e do Senhor dos Passos. O Tribunal de Justiça rejeitou a ação pelo voto do relator, desembargador Jorge de Borba, ao defender o direito de Imaruí de divulgar os símbolos. A defesa foi feita pelo advogado Adriano Tavares da Silva.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Encontro sigiloso com Gilmar Mendes é mais ação despudorada de Michel Temer

Justiça Federal de SC tem mudanças na direção 

"PMDB vai pagar muito caro", diz ex-deputado federal Edison Andrino


A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros