Secretaria da Saúde estuda a possibilidade de venda do Hospital Celso Ramos, em Florianópolis - Política - A Notícia

Versão mobile

Moacir Pereira27/06/2017 | 02h20Atualizada em 27/06/2017 | 02h20

Secretaria da Saúde estuda a possibilidade de venda do Hospital Celso Ramos, em Florianópolis

As primeiras avaliações sobre o negócio consideram a construção de um novo complexo hospitalar na região do Saco dos Limões

Secretaria da Saúde estuda a possibilidade de venda do Hospital Celso Ramos, em Florianópolis Leo Munhoz/Agencia RBS
Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

Os estudos são preliminares e mantidos em sigilo na Secretaria da Saúde e no Centro Administrativo. Mas a hipótese de venda do prédio atual do Hospital Celso Ramos, em Florianópolis, não está descartada.

Há vários argumentos para que o exame da alienação do imóvel, em concorrência pública. O prédio tem mais de 50 anos, está deteriorado e sua recuperação exigiria milhões de reais. O local, que à época da construção permitia fácil acesso, situado em ponto central da Capital, está totalmente estrangulado. Está congestionado e dificulta os serviços dos servidores, o atendimento dos pacientes e dos visitantes.

A concentração diária de ambulâncias nas imediações é outro problema grave para os pacientes e para a equipe médica. Na região funciona ainda a Maternidade Carmela Dutra, também do governo estadual.

As primeiras avaliações sobre a venda do Hospital Celso Ramos consideram a construção de um novo complexo hospitalar no aterro da Baía Sul, logo após o túnel Antonieta de Barros, na região do Saco dos Limões. Ali seria possível edificar uma moderna unidade com estacionamento amplo para os médicos, funcionários e visitantes.

Outros estudos sobre o Hospital dos Servidores, realizados por auditores, revelaram que há problemas sérios de gestão, a receita pelos serviços é uma das piores dos hospitais públicos e foram constatados problemas administrativos de controle de medicamentos.

A Secretaria da Saúde examina alternativas de administração dos hospitais públicos. Quer melhorar a eficiência e reduzir as despesas.

Elevado
Prefeito Gean Loureiro (PMDB) foi conferir o inicio das obras da nova pista do futuro elevado do Rio Tavares, em construção no sul da Ilha de Santa Catarina. A Prefeitura terá de fazer novas desapropriações. O prefeito está empenhado na execução do projeto, mas dificilmente o elevado estará concluído no fim do ano, como previsto em contrato.

Eduardo: a tréplica
Do vice-governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB), em resposta ao senador Dário Berger: "Para resgate da verdade, registro que o Dário Berger foi vitorioso em 62% dos municípios da região sul, o que está despertando na região o sentimento de tristeza pela ingratidão. E olha que é a região do Milton Mendes, também candidato. Com relação às disputas internas, são comuns no PMDB catarinense, mas sem o sentimento de rancor manifestado pelo senador. O PMDB é grande pela sua diversidade. Se o Mariani for o candidato, terá meu total apoio, como qualquer outro se o partido escolher. Não tenho nada a explicar, muito menos votos misteriosos no Senado."

Curtas

* OAB de Santa Catarina colocou no ar o Portal da Transparência. Presidente Paulo Brincas cumpre, assim, promessa de campanha.

* Presidente estadual do PR, Jorginho Mello instalou nova comissão provisória em Abdon Batista. Completou 235 municípios.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Em reunião na Serra, Colombo diz que Fundam injetou R$ 35 milhões na economia do Planalto

"Não é Eduardo Pinho Moreira quem vai escolher o candidato a governador", diz Dário Berger 

Ministro comunica anúncio de recursos para obras de duplicação de rodovias federais em SC


Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaMotorista colide contra viatura da PM na área Central de Joinville https://t.co/VpBrz0U5aa #LeianoANhá 13 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaDois homens morrem após ação de combate ao tráfico de drogas em Araquari https://t.co/ug6GIjF79N #LeianoANhá 14 horas Retweet
A Notícia
Busca