Saúde: crítica dívida é de R$ 768 milhões em SC - Política - A Notícia

Versão mobile

Moacir Pereira12/06/2017 | 10h40Atualizada em 12/06/2017 | 14h34

Saúde: crítica dívida é de R$ 768 milhões em SC

Eles correspondem a R$ 568 milhões acumulados desde 2016 e mais R$ 200 milhões orçamentários que a Secretaria da Fazenda deixou de repassar este ano para a Saúde

Saúde: crítica dívida é de R$ 768 milhões em SC Marcello Casal Jr. / Agência Brasil/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil / Agência Brasil

O passivo atual da Secretaria Estadual da Saúde chega a R$ 768 milhões, de acordo com o último levantamento feito pelo setor financeiro. Eles correspondem a R$ 568 milhões acumulados desde 2016 e mais R$ 200 milhões orçamentários que a Secretaria da Fazenda deixou de repassar este ano para a Saúde.

Quando o deputado Vicente Caropreso (PSDB) assumiu a pasta há seis meses, a dívida anunciada era de R$ 330 milhões. Com o surgimento de novas despesas que não tinham sido empenhadas, contratos pendentes de pagamento com hospitais, restos a pagar e dívidas com fornecedores, este total pulou para R$ 568 milhões.

Dois são os gargalos identificados pela nova equipe da Secretaria: o custo elevado com os 18 hospitais públicos do Estado, sendo 13 com administração direta e cinco mantidos por organizações sociais, e o drama com a chamada judicialização da saúde.

O problema da judicialização tem várias faces: não há controle do governo sobre os beneficiários e a Secretaria já descobriu que pacientes mortos recebiam os recursos financeiro para compra de medicamentos importados de alto custo; há decisões judiciais para garantir pagamento de remédios que já constam da lista do SUS;  no ano passado, R$ 60 milhões em emendas parlamentares destinadas à melhoria dos hospitais foram bloqueadas pela Justiça para pagamento de medicamentos e próteses. Isto cria, inclusive, um delicado problema de prestação de contas do Ministério da Saúde, por desvio de função.

A situação é insustentável. Estudos realizados pela Secretaria da Saúde serão submetidos ao governador Raimundo Colombo. Devem propor mudanças na gestão dos hospitais públicos, com a transferência para organizações sociais. No comparativo, as OS oferecem em médios e grandes hospitais assistência melhor a um custo muito menor.

Neste mês, a Secretaria tem dívida de R$ 250 milhões. Situação grave que atinge até a reposição de estoque de medicamentos e material cirúrgico em todos os hospitais.

Braile
Estande da Fiesc na movimentada 14ª Feira do Livro de Joinville mostra um equipamento que imprime livros técnicos e literários em braile. Uma criação de alunos e professores do Senai de Joinville. O equipamento foi mostrado pelo diretor do Senai Marcos  Hollerwerger ao presidente da Fiesc, Glauco José Corte, e vice-presidente Mário Cesar Aguiar. Entre os livros exibidos, um clássico de Harry Potter.

Foto: André Kopsch / Divulgação

Pessimista
Durante palestra no Teatro Juarez Machado, a jornalista Miriam Leitão, da Globo, manifestou preocupação com a sangria política que atinge o governo Temer e as hipóteses de contaminação da economia. Acha que o presidente ficará agora atuando só na defensiva para proteger o mandato contra novas denúncias e terá dificuldades em aprovar as reformas no Congresso. Cenários imprevisíveis.

Imortais
Um documentário inédito sobre a Academia Catarinense de Letras vem sendo produzido pelas jornalistas Kátia Kloch, Laine Milan e Maria Thereza Cordeiro. Pela primeira vez em 97 anos da Casa de José Boiteux foram gravados depoimentos dos imortais em áudio e vídeo. O projeto se chama ¿A Trajetória de uma Academia¿ e terá 26 minutos. Conta com incentivos da Lei Rouanet.

Sem ferrovia
O projeto da Ferrovia Litorânea, entre Imbituba e Itapoá, está travado por falta de entendimento entre o DNIT e a Funai, com a presença da Valec. O Ibama não libera a licença ambiental do trecho no Morro dos Cavalos porque a Funai exige ali a construção do maior túnel da América Latina, em função da reserva indígena. A obra custaria em R$ 6,9 bilhões, impossível de ser construída.

Onélio Menta
O presidente do diretório estadual do PMDB, Mauro Mariani, emitiu nota de pesar pelo falecimento do ex-prefeito de Caçador Onélio Francisco Menta, um histórico do partido. Faleceu aos 90 anos depois de exercer três mandatos de prefeito. Numa das vitórias mais festejadas pelo PMDB derrotou o veterano deputado Reno Caramori por apenas nove votos.

Banco punido
Tribunal de Justiça de Santa Catarina confirmou decisão de primeira instância aplicando multa diária de R$ 10 mil a um banco da Grande Florianópolis que sistematicamente não cumpre a legislação sobre tempo de espera em filas de atendimento. O total acumulado da pena até agora atinge R$ 5,7 milhões. Decisão unânime da 5ª Câmara Civil.

Regionais
O funcionamento das Agências Regionais continua merecendo bombardeio político na Assembleia Legislativa. Os deputados Padre Pedro (PT) e Mauricio Eskudlark(PR) criticaram os custos de manutenção das antigas Secretarias Regionais. E mostraram que elsa são desnecessárias em virtude da facilidade de comunicação entre autoridades e as regiões de Santa Catarina.

Curtas

*Presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Roque Mattei, toma posse amanhã, às 14h, como titular do Conselho Estadual de Educação.

*Reunião semanal da Associação Empresarial de Joinville terá hoje palestra do deputado federal Luiz Carlos Hauly, relator da reforma tributária no Congresso Nacional.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Lideranças políticas participam de procissão em Laguna neste sábado 

Pescador de Palhoça é preso por dirigir embriagado e na contramão pela BR-101 

TSE ignora "corrupção amazônica"

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVereadores de Joinville elencam as principais propostas do ano https://t.co/m7GQ1ogmkD #LeianoANhá 15 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Lideranças reconhecem esforço do Estado, mas cobram mais efetivo policial em Joinville https://t.co/R8jsiBYbHR #LeianoANhá 3 horas Retweet
A Notícia
Busca