Financiamentos em fim de governo são estratégias eleitorais  - Política - A Notícia

Versão mobile

Moacir Pereira22/06/2017 | 02h15Atualizada em 22/06/2017 | 02h15

Financiamentos em fim de governo são estratégias eleitorais 

Se perguntarem qual o planejamento objetivo, quais as obras e serviços mais relevantes serão alcançadas pelo empréstimo, não se terá resposta

Financiamentos em fim de governo são estratégias eleitorais  Salmo Duarte/Agencia RBS
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

A estratégia do governo Colombo para aprovar o pedido de financiamento de R$ 1,5 bilhão na Assembleia Legislativa foi muito clara e eficiente. Os deputados da base, com apoio de setores da oposição, teriam a aprovação da PEC que garante 1% da receita líquida do Estado só para emendas parlamentares individuais – fato inédito na historia do Parlamento. E a maioria referendou o empréstimo bilionário.

Não foi apenas um "cheque em branco", como analisou o colega Upiara Boschi. Foi um inédito salto no escuro.  Exceção nas intervenções, o deputado João Amin (PP) se insurgiu contra a patrola do Executivo, rejeitando todas as emendas. Refugou até a do deputado Valdir Cobalchini (PMDB), que destinava 25% do empréstimo, prioritariamente, para recuperação das rodovias estaduais em situação calamitosa. Ou a do próprio Amin, também priorizando os municípios que nos últimos três anos tiveram calamidade pública. Ou, ainda, da deputada Luciane Carminatti, para as carências dramáticas da educação.

Discussão real sobre a destinação dos R$ 800 milhões do financiamento, além dos R$ 700 milhões do Fundam 2, não houve na Assembleia. Se perguntarem qual o planejamento objetivo, quais as obras e serviços mais relevantes serão alcançadas pelo empréstimo, não se terá resposta.

Prefeitos, vices e deputados já celebram. Com as finanças falidas, terão reforço financeiro nos próximos meses de milhões e milhões de reais para projetos de varejo. Nada de visão macroeconômica, ataque às prioridades de restauração das estradas, de saúde, de segurança etc..

Coube a Fernando Coruja (PMDB) dar outro tiro mortal. Financiamento em fim de governo? E viva o Fundam Eleitoral.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Sucesso de público na Festa do Pinhão movimenta economia da região serrana

Prefeito de Balneário Camboriú pede apoio de Colombo para ampliação de faixa de areia 

Rodovias do Oeste estão em situação de calamidade 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaInstalação de novo semáforo na área central de Joinville é elogiada por pedestres e comerciantes   https://t.co/camaPvU2Gl #LeianoANhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEdital de licitação para estacionamento rotativo no Centro de Joinville continua sem prazo definido  https://t.co/Egu5VIe9j3 #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros