Após delação da JBS, FHC defende renúncia de atingidos por denúncias - Política - A Notícia

Versão mobile

Crise em Brasília18/05/2017 | 13h52Atualizada em 18/05/2017 | 16h39

Após delação da JBS, FHC defende renúncia de atingidos por denúncias

Tucano não cita nomes, mas o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves são dois dos principais alvos da denúncia da gigante de carnes

Após delação da JBS, FHC defende renúncia de atingidos por denúncias Jefferson Botega/Agencia RBS
Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS
Zero Hora
Zero Hora

Em sua primeira manifestação após a revelação da delação premiada da gigante de carne JBS, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB-SP) defendeu, no início da tarde desta quinta-feira (18), a renúncia dos envolvidos nas suspeitas, caso não consigam se explicar. 

Ele não cita nomes no texto, mas dois dos principais alvos das gravações são o presidente Michel Temer (PMDB-SP), que teria sido gravado dando aval para que a empresa comprasse o silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha, e o senador afastado Aécio Neves (PSDB-SP), que teria sido flagrado pedindo propina para empresário. Os tucanos integram a base aliada do governo Temer. O terceiro grande nome atingido pelas denúncias é do petista Guido Mantega, que atuou como ministro da Fazenda nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT-SP) e Dilma Rousseff (PT-RS). 

Leia mais
AO VIVO: acompanhe a repercussão da crise no governo e as ações da Lava-Jato
O que revelaram os donos da JBS na delação que implodiu Brasília
O que pode acontecer com Temer após delação da JBS vir à tona

Em postagem no Facebook, Fernando Henrique escreveu: "Se as alegações de defesa não forem convincentes, e não basta argumentar são necessárias evidências, os implicados terão o dever moral de facilitar a solução, ainda que com gestos de renúncia. O país tem pressa. Não para salvar alguém ou estancar investigações".

Apesar da pressão de aliados como FHC, Temer negou, em pronunciamento nesta tarde, que ele irá renunciar. O presidente pediu investigação "plena" da suspeita de ter autorizado a compra do silêncio de Cunha.

Leia o post do ex-presidente na íntegra:


Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaNovo pátio começa a receber veículos em Jaraguá do Sul https://t.co/QxYyPh5Liu #LeianoANhá 2 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaCasal é preso por tráfico de drogas em rodoviária de Jaraguá do Sul https://t.co/t4bujWXEWp #LeianoANhá 2 horas Retweet
A Notícia
Busca