Upiara Boschi: A Carne Fraca e o projeto político do Oeste de SC - Política - A Notícia

Versão mobile

Análise21/03/2017 | 07h00Atualizada em 21/03/2017 | 07h00

Upiara Boschi: A Carne Fraca e o projeto político do Oeste de SC

upiara boschi
upiara boschi

Na mesma semana em que a Operação Carne Fraca monopolizou as atenções do país diante da assustadora impressão de que a mesa do brasileiro estava maculada por ganância e corrupção, Chapecó dava uma demonstração de força política em âmbito estadual. O aniversário de 50 anos de deputado federal João Rodrigues (PSD) levou para a capital do Oeste catarinense o ministro Gilberto Kassab (PSD), o governador Raimundo Colombo (PSD), diversas lideranças estaduais e prefeitos da região.

Não há relação entre um fato e outro, mas podem existir consequências. Força do agronegócio no Oeste catarinense tem segurado as contas do Estado e ajudado às nacionais. A suspeição sobre toda a cadeia produtiva das carnes após a operação capitaneada por Polícia Federal e Ministério Público Federal teve impacto imediato com a decisão de países de suspenderam compras das marcas brasileiras supostamente envolvidas. Em Santa Catarina, a investigação limitou-se a uma fábrica de salsichas de Jaraguá do Sul — mas nesta hora os países e consumidores não estão pensando em diferenciar tomadas e focinhos de porcos. O estrago de imagem é nacional e precisará ser revertido, sob pena de um gigantesco impacto na economia catarinense e nacional.

Na seara política, especialmente a catarinense, a Carne Fraca chega em um momento em que o Oeste tenta ser protagonista. O PSD já tinha o deputado estadual Gelson Merisio como pré-candidato declarado ao governo do Estado. Na sexta-feira, João Rodrigues também pleiteou vaga na majoritária. Trouxe ministro, governador, uma claque de prefeitos. Exibiu um vídeo gravado pelo vice-governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB) — claro recado de que, ao contrário de Merisio, não tem restrições a uma composição com os peemedebistas. O parlamentar ainda aguarda que o Supremo Tribunal Federal tome uma decisão sobre seus direitos políticos, hoje suspensos. Se receber o aval, entra no jogo.

Desde a redemocratização em 1982, Casildo Maldaner (PMDB) foi o único político do Oeste que conseguiu intrometer-se no clube dos eleitos para governador, vice e senador no Estado. O peemedebista foi eleito vice em 1986, assumindo o governo do Estado com a morte de Pedro Ivo Campos, elegeu-se senador em 1994 e foi suplente de Colombo em 2006, herdando meio mandato no Senado. A bordo da pujança econômica da região, a política do Oeste entende ter chegado sua vez eleitoral. Como estão entrelaçados, ambos acabam sujeitos ao efeitos da Carne Fraca.

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaBom Dia! Esta é a Capa do A Notícia desta sexta-feira. Leia mais em https://t.co/LytXFcCFA1 https://t.co/BSwQ5gjODvhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaLoetz: Grupo de restaurantes de Joinville fatura R$ 41 milhões https://t.co/VJGquUHL6Z #LeianoANhá 6 horas Retweet
A Notícia
Busca