Gean Loureiro nomeia 39 candidatos a vereador de 2016 para cargos na prefeitura de Florianópolis - Política - A Notícia

Versão mobile

Comissionados15/03/2017 | 06h01Atualizada em 15/03/2017 | 06h01

Gean Loureiro nomeia 39 candidatos a vereador de 2016 para cargos na prefeitura de Florianópolis

Quase um a cada cinco integrantes da coligação do atual prefeito conquistou uma vaga na administração municipal até segunda-feira

upiara boschi
upiara boschi

Considerado um dos grandes trunfos da campanha eleitoral que levou Gean Loureiro (PMDB) ao cargo de prefeito de Florianópolis, o exército de 207 candidatos a vereador dos 15 diferentes partidos que integraram sua coligação começou a receber sua recompensa. Até a edição de segunda-feira do Diário Oficial do Município, 39 deles haviam sido nomeados para cargos na prefeitura da Capital - quase um a cada cinco candidatos.

Gean Loureiro: "são quadros qualificados que representam segmentos"

A maior parte foi nomeada na última sexta-feira, quando o prefeito fez o preenchimento de 161 vagas de cargos comissionados levando em conta a nova estrutura da administração municipal aprovada no pacotão de projetos votado em janeiro na Câmara de Vereadores. O partido mais beneficiado foi o PSDB do vice-prefeito João Batista Nunes, que teve oito candidatos a vereador indicados para a prefeito. O PMDB do prefeito teve seis indicados, todos eles suplentes.

Gean Loureiro afirma que as nomeações de sexta-feira significaram a montagem da estrutura da prefeitura, que contava até então com menos de 40 cargos comissionados preenchidos.

—  Montei uma estrutura, fiz o atendimento de algumas demandas partidárias de acordo com a característica de cada um, mas obviamente muito aquém do que os partidos esperavam — afirmou.

A lista de nomeações do prefeito conta com quatro ex-vereadores que não conquistaram a reeleição. Guilherme Botelho (PSDB) e Ed Pereira (PSB) assumiram os cargos de secretário-adjunto nas pastas de Transportes e Mobilidade e de Cultura, Esporte e Juventude, respectivamente. O Coronel Waldyvio Paixão (PDT) é o diretor da Cosip, enquanto Célio João (PMDB) ficou com a Intendência do Ribeirão da Ilha. Ed Pereira, Coronel Paixão e Celio João foram denunciados pelo Ministério Público de Santa Catarina no âmbito da Operação Ave de Rapina - acusados de integrarem o suposto esquema de propina para impedir a aprovação da Lei Cidade Limpa.

Na campanha eleitoral, Gean Loureiro foi alvo de críticas dos adversários - especialmente Angela Amin (PP), no segundo turno - de que promoveria loteamento dos cargos da prefeitura entre os partidos coligados. A candidatura do peemedebista contava com 207 dos 363 candidatos a vereador no município.

— Se tivesse o loteamento partidário eu teria pego 600 cargos que existiam e nomeado os 200 candidatos a vereador — rebate o prefeito.

Entre as nomeações de candidatos a vereador houve espaço até mesmo para nomes de coligações adversárias. O PSB, que lançou Murilo Flores à prefeitura em 2016, tem três nomeados: além do ex-vereador Ed, está na lista o músico Luiz Meira e o jornalista Fabrício Correia.

— Nossa posição é de independência, mas entendemos que não tínhamos porque vetar — disse Flores.

O PCdoB, da ex-adversária Angela Albino, teve Marco Martins nomeado.

— Disse que foi surpreendido pela nomeação e que ainda não sabe se vai aceitar. O partido vai discutir isso depois, porque hoje não temos posição fechada — afirmou Angela Albino. 

Veja a lista dos candidatos a vereador nomeados para a prefeitura de Florianópolis até a edição de 13/03/2017 do Diário Oficial do Município:


A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros