Pesca: ministro promete prioridade - Política - A Notícia

Versão mobile

Moacir Pereira18/10/2016 | 06h45Atualizada em 18/10/2016 | 06h45

Pesca: ministro promete prioridade

Ministro participa de audiência pública em SC sobre os problemas da pesca

Pesca: ministro promete prioridade Guto Kuerten/Agencia RBS
Foto: Guto Kuerten / Agencia RBS

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, marcou para o dia 25 de novembro presença na Assembleia Legislativa, com o secretário nacional da Pesca e assessores. Vem participar de uma audiência pública para tratar exclusivamente dos problemas da pesca em Santa Catarina. Atende a solicitação feita pelo deputado Esperidião Amin (PP), que relatou em ofício os graves problemas enfrentados durante todo o ano pela pesca artesanal, profissional e industrial, com as frequentes reformas ministeriais e portarias assinadas em Brasília com ampla repercussão no setor pesqueiro. São constantes desencontros, ações burocráticas que emperram a atividade pesqueira e até conflitos entre diferentes órgãos federais.

Serão convocadas as federações empresariais, os sindicatos ligados à pesca, colônias de pescadores, Sindipesca, Secretaria da Agricultura, órgãos de fiscalização ambiental e todas as organizações com alguma relação com a atividade.

Blairo Maggi já determinou à Secretaria Nacional da Pesca, vinculada a seu ministério, que levantasse todos os dados e informações sobre a pesca para serem tratados no evento em Florianópolis.

No ofício enviado por Amin e despachado pelo ministro são enfatizados os seguintes problemas: pescadores artesanais e decisões de Brasília que limita sua atuação, licença única para os pescadores artesanais, portaria interministerial 445 e suas implicações, licença de embarcações da pesca artesanal (anilhada), pescadores profissionais e as demandas do sindicato, pesca industrial e os entraves burocráticos do setor.

Além de buscar regulamentação da atividade e desburocratização da Secretaria Nacional da Pesca, a audiência pública pretende evitar que se repitam nos próximos meses os problemas que provocaram graves prejuízos à pesca e à economia catarinense.

Leia também:

Para garantir sobrevivência da espécie, estudo sugere cota para captura de tainha

Cotas de captura são usadas com sucesso em outros países

Fartura na pesca pode ser ilusória, afirmam pesquisadores

Plano de gestão prevê a redução da pesca industrial ano a ano no Brasil

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A Notícia'Não haverá confronto', afirma representante dos taxistas de Joinville após anúncio do Uber na cidade:… https://t.co/3gdvHNL0RZhá 1 horaRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaUber começa a operar nas ruas de Joinville nesta sexta-feira: https://t.co/r0o6vU1YCx https://t.co/Z64ka18wEghá 2 horas Retweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros