Flic: um sucesso de festival  - Política - A Notícia

Versão mobile

Moacir Pereira17/10/2016 | 11h11Atualizada em 17/10/2016 | 11h37

Flic: um sucesso de festival 

Flic: um sucesso de festival  arnaldo antunes,flic,festival,literário,internacional,catarinense,livro,literatura,pedra branca,pal/Agencia RBS
Foto: arnaldo antunes,flic,festival,literário,internacional,catarinense,livro,literatura,pedra branca,pal / Agencia RBS

A Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) teve em julho sua 15ª edição. Realiza-se numa das mais antigas cidades do litoral brasileiro. 

O 1º Festival Literário Internacional Catarinense (Flic) aconteceu na Pedra Branca, intitulada "Cidade Criativa", também cidade do futuro.

Eventos com idênticas características. Reuniram escritores consagrados na literatura nacional e e

stadual, trouxeram conferencistas estrangeiros, promoveram espetáculos musicais, contação de histórias para crianças, lançamento de novas edições em movimentadas feiras de livros, encontros descontraídos com autores e palestrantes, enfim, cinco dias de salutar convivência entre as mais ecléticas tribos.

O local aqui, excelente. Condomínio com toda infraestrutura, absoluta tranquilidade, adultos portando livros no meio de casais circulando com carrinhos de crianças, adolescentes pedalando triciclos e bicicletas, bate-papos de velhos e novos amigos, enfim, uma confraria que não se via alegre que não se via há muito tempo.

Um dos dias de maior afluência de público, depois da abertura espetacular no feriado de 12 de outubro, reuniu no sábado dois painéis maravilhosos, ricos de conteúdo literário e cultural. No primeiro, os jornalistas Mário Prata, Paulo Markun e Carlos Schroeder, falando de suas ousadas iniciativas e dos projetos literários e profissionais para mídias impressa e eletrônica. Um show de informações e bom humor, sobretudo, pelas inteligentes intervenções de Mário Prata. No segundo, os premiados escritores Ruy Castro e a esposa Helena Seixas. Além de relatos preciosos sobre suas experiências profissionais no jornalismo e na literatura, o depoimento do casal sobre o câncer de Ruy Castro, a doença de Alzheimer na mãe de Helena, e a exemplar parceria amorosa entre os dois brilhantes escritores.

Roberto Costa, o diretor geral, Nelson Rolin de Moura, o curador, receberam cumprimentos dos locais e entusiásticos aplausos dos visitantes. Dez para os patrocinadores que viabilizaram o maior evento cultural do ano em Santa Catarina. Que venha o 2º Flic em 2017!.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Mérito Educacional
Ex-secretário da Educação, professor João da Silva Matos, 50 anos de atuação no magistério, recebeu a Comenda do Mérito Educacional do Sindicato das Escolas Particulares, nas comemorações de seus 55 anos de fundação. O chefe do Estado Maior da Polícia Militar, coronel Giovani Cardoso Pacheco, recebeu a mesma Comenda em nome do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e Violência). O Sinepe é presidido pelo professor Marcelo Souza.

Custo
Se não existissem as escolas particulares, o governo brasileiro teria que desembolsar mais de R$ 25 bilhões para assegurar a educação. Mais impostos, que somam outros bilhões de reais. Dado divulgado pelo economista Salomão Quadros durante solenidade comemorativa dos 55 anos do Sinepe. Ele comparou também a qualidade do ensino, provando pelos dados do Ideb que a escola particular está bem acima da pública.

Leia as últimas notícias do Diário Catarinense   

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJovem de 24 anos é morto a tiros na zona Norte de Joinville https://t.co/NVHjEeMLQChá 9 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJoinvilense ganha quase R$ 1 milhão em aposta na Lotofácil https://t.co/m1zlCP6xes https://t.co/exHcidw8sXhá 12 horas Retweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros