Ausência de Cesar Souza Jr. em campanha política municipal chama atenção - Política - A Notícia

Versão mobile

Moacir Pereira03/10/2016 | 08h33Atualizada em 03/10/2016 | 08h34

Ausência de Cesar Souza Jr. em campanha política municipal chama atenção

Ao contrário de Udo Döhler e Napoleão Bernardes, que reduziram desaprovação e rejeição durante a campanha, o prefeito da Capital ficou no deserto

Ausência de Cesar Souza Jr. em campanha política municipal chama atenção Tadeu Vilani/Agencia RBS
Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

O prefeito Cesar Souza Júnior(PSD) deve estar arrependido de não disputar a reeleição. Sua gestão ficou sem defesa e recebeu críticas de vários candidatos. Ao contrário de Udo Döhler e Napoleão Bernardes, que reduziram desaprovação e rejeição durante a campanha, mostrando obras e serviços, o prefeito da Capital ficou no deserto. A conferir como ficará no segundo turno.

Prefeito Cesar Souza Junior prefere a discrição e vota sem alarde em Florianópolis

O exército
Deputado Esperidião Amin (PP) declarou ontem na Central de Eleições da RBS que segundo turno é outra eleição. E ressaltou: "Gean Loureiro teve uma coligação com 15 partidos e exército com 210 candidatos a vereador. Não era uma aliança de amor, mas de interesses. Gean é governo ininterruptamente desde 1992, portanto, representa o continuísmo e o loteamento".

Florianópolis terá segundo turno entre Gean Loureiro e Angela Amin

Loureiro teve 40,39%, enquanto Amin ficou com 24,57%, conforme a Justiça Eleitoral Foto: Leo Munhoz / Agencia RBS

Confira outras publicações desta segunda-feira de Moacir Pereira 

Ameaça
O prefeito Antônio Carlos Remor (PP), de Antônio Carlos, acusou os adversários de ter sido ameaçado de morte na véspera da eleição. Foi atendido pela Polícia Federal, depois de cercado por quatro homens quando visitava eleitores. Eles estavam identificados com o candidato Geraldo Pauli (PMDB). O presidente do PMDB local, Fávio Egert, acusou Remor de falsear a verdade e manobra política.

Acompanhe as publicações de Moacir Pereira

Surpresa
A vitória do deputado Fabricio Oliveira (PSB) em Balneário Camboriú foi uma das maiores surpresas da eleição municipal deste ano. Além de derrotar o ex-governador e deputado estadual Leonel Pavan (PSDB), Fabricio obteve votação consagradora. Fez 32.352 votos contra 22.689 de Pavan. Explicação dos tucanos: fadiga de material e desejo de renovação.

Fabrício Oliveira é o novo prefeito de Balneário Camboriú

Foto: Divulgação / Câmara federal

Rejeição
Ex-deputado Joares Ponticelli (PP) obteve uma surpreendente vitória ao se eleger prefeito de Tubarão. As prévias indicavam que o ex-prefeito Carlos Stüpp (PSDB) despontava como favorito. Como era elevada a rejeição ao prefeito Olávio Falchetti (PT), Stüpp acabou sendo contaminado por ter sido prefeito da cidade.

Leia as últimas notícias do Diário Catarinense    

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJovem de 24 anos é morto a tiros na zona Norte de Joinville https://t.co/NVHjEeMLQChá 9 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJoinvilense ganha quase R$ 1 milhão em aposta na Lotofácil https://t.co/m1zlCP6xes https://t.co/exHcidw8sXhá 12 horas Retweet
  •  
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros