Prefeitura de Joinville busca recursos para viabilizar projetos sociais - Política - A Notícia

Vers?o mobile

 
 

Promessômetro28/06/2013 | 16h34Atualizada em 03/01/2014 | 15h13

Prefeitura de Joinville busca recursos para viabilizar projetos sociais

Nas ações que já estão encaminhadas, governo busca recursos para colocar o projeto em prática

Prefeitura de Joinville busca recursos para viabilizar projetos sociais Diorgenes Pandini/Agência RBS
Famílias que moram em áreas impróprias poderão ser reassentadas se projeto sair do papel Foto: Diorgenes Pandini / Agência RBS

As propostas sociais do governo Udo Döhler para dar aos cidadão de Joinville parecem estar encaminhadas. A maioria delas já passou por processo de análise e agora busca recursos para a execução. A iniciativa privada e o governo do Estado são algumas das opções que a Prefeitura tem para viabilizar estas ações. Apesar disso, os planos que devem ser desenvolvidos pela secretaria de Habitação, como loteamentos, ainda estão em processo de análise, sem previsão informada pelo governo municipal de conclusão.

Veja abaixo o andamento dos projetos para estas áreas:

Ônibus Social, com um Cras itinerante, dotado de equipe de referência para atendimento regular das comunidades fora do território das unidades do Cras existentes no município.
O que diz a Prefeitura:
Ônibus Social itinerante deve começar a atender a comunidade no primeiro semestre de 2014. A Secretaria de Assistência Social recebeu a doação de um ônibus (Gidion), que agora está sendo reformado. A equipe técnica que atuará no ônibus está sendo preparada.

Cartão Social para que a população usuária da assistência social tenha acesso a benefícios, credenciando os estabelecimentos comerciais e serviços dos bairros.
O que diz a Prefeitura:
Um grupo de trabalho foi criado para estudar as alternativas para a implantação do Cartão Social. Está em estudo. É necessário fazer algumas alterações na lei vigente para que o Cartão possa ser criado. Está sendo estudada a ideia de o Cartão contemplar todos os benefícios eventuais oferecidos pela Sas.

Construção e gerenciamento de uma casa-abrigo para idosos.
O que diz a Prefeitura:
 Está sendo elaborado o edital de licitação para a construção do Centro Dia para atendimento de idosos semi-independentes. O edital é feito pela Secretaria de Estado de Assistência Social. O Estado irá construir a unidade no bairro Vila Nova e o município dará a contrapartida ao ceder o terreno.

Apoiar e ajudar na construção e ampliação da sede da associação dos idosos.
O que diz a Prefeitura:
em análise técnica.

Criação do parque municipal do idoso, para os idosos independentes, com espaço para atividades esportivas, de lazer e socioculturais.
O que diz a Prefeitura:
Está sendo trabalhada a possibilidade de implantar o parque do idoso ao lado do Centro Dia para atendimento ao idoso.

Implantar o Rede Mulher - Programa de Atendimento a Mulheres Vítimas de Violência Doméstica.
O que diz a Prefeitura:
Em estudo. Um projeto que prevê a implantação do Rede Mulher foi enviado à Secretaria Nacional de Direitos Humanos. Será contratado um diagnóstico e também capacitação para toda a rede de atendimento. Foi criada uma comissão para estudar a implantação de um Centro de Referência para a Mulher no município.

O Cras será fortalecido com ações voltadas à cultura, esporte, lazer, educação, mediação comunitária, educação socioambiental e oficinas de geração de renda.
O que diz a Prefeitura:
O fortalecimento dessas ações no Cras acontece diariamente a partir de parcerias, por exemplo. Projetos culturais são desenvolvidos nos Cras e projetos no Fundo da Infância e da Adolescência foram contemplados. A atuação do Cras ainda será ampliada com a construção de mais uma unidade no Parque Guarani. A construção será do governo do estado e a empresa já foi escolhida por processo licitatório. Oficinas, práticas esportivas, atendimento à comunidade, incentivo à cultura e o contato com a natureza nas hortas comunitárias são algumas ações desenvolvidas.

Conseguir com o governo federal e estadual dinheiro para realizar desapropriações, que permitam reassentamentos urbanos.
O que diz a Prefeitura:
em análise

Reativação do programa de lotes urbanizados, como aconteceu no Profipo e Ulysses Guimarães.
O que diz a Prefeitura:
em análise

Regularização de imóveis oriundos de ocupação irregular, principalmente nas áreas de risco.
O que diz a Prefeitura:
em andamento.

Construção de 600 casas populares.
O que diz a Prefeitura:
em análise.

A NOTÍCIA

 
A Notícia
Busca