Presidente peruano veta lei que libertaria Alberto Fujimori - A Notícia

Versão mobile

 

Lima22/10/2018 | 21h50

Presidente peruano veta lei que libertaria Alberto Fujimori

AFP
AFP

O presidente do Peru, Martín Vizcarra, vetou nesta segunda-feira (22) um projeto de lei aprovado pelo Congresso que concede prisão domiciliar a presos maiores de 65 anos com doenças graves ou crônicas, "feito sob medida" para o ex-presidente Alberto Fujimori.

"Hoje (segunda-feira) estamos apresentando a observação da lei. Os argumentos estão plenamente justificados", declarou a jornalistas Vizcarra, que exortou ao Congresso, controlado pela oposição fujimorista, a melhorar o projeto através de um debate maior.

O projeto do partido fujimorista Força Popular (direita populista), que domina o Congresso, busca evitar que o ex-governante, de 80 anos, volte à prisão depois que a Justiça peruana anulou em 3 de outubro um indulto que conseguiu em dezembro, enquanto cumpria uma condenação de 25 anos por crimes contra a humanidade e corrupção.

Vizcarra assegurou que é preciso "uma norma debatida em profundidade para evitar que pessoas detidas que são um perigo possam escapar".

"Merece se discutir e buscar o consenso necessário entre as diversas forças políticas", acrescentou.

No entanto, o veto de Vizcarra pode ser meramente simbólico, pois o Congresso peruano tem o poder de aprovar por insistência qualquer projeto, em uma segunda votação 15 dias depois, com o que se torna automaticamente lei.

O veto presidencial deixa, no entanto, a via aberta para estender uma ponte de entendimento entre a implacável maioria fujimorista e o governo.

* AFP

 
A Notícia
Busca