Terremoto deixa três mortos na região oeste do Japão - A Notícia

Versão mobile

 

Tóquio18/06/2018 | 06h06

Terremoto deixa três mortos na região oeste do Japão

AFP
AFP

Três pessoas morreram nesta segunda-feira, incluindo uma menina de nove anos, e várias ficaram feridas após um terremoto que sacudiu a região oeste do Japão, e que provocou apagões e a suspensão do tráfego ferroviário.

O terremoto de 5,3 graus de magnitude, segundo o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS), aconteceu perto de Osaka, a segunda maior cidade do Japão, a uma profundidade de 15,4 quilômetros. A Agência Meteorológica Japonesa calculou a magnitude em 6,1 graus e a profundidade em 13 quilômetros.

A agência para situações de emergência divulgou um balanço de três mortos e 214 feridos nas regiões de Osaka, Hyogo e Kyoto.

A menina de nove anos morreu quando estava a caminho da escola.

"A parte superior de um muro de 3,5 metros de altura, ao lado da piscina do estabelecimento, desabou e a estudante foi atingida", disse Takeshi Hamada, prefeito de Takatsuki, ao norte de Osaka, local da tragédia.

Dois homens de mais de 80 anos também faleceram, um deles na queda de um muro e o outro ao ser atingido por um móvel dentro de sua residência, informou a agência de notícias Kyodo.

O primeiro-ministro Shinzo Abe anunciou que o governo mobilizou suas forças com "o objetivo prioritário de salvar vidas". Ele também pediu agilidades nas informações sobre possíveis danos.

A Autoridade de Regulamentação Nuclear informou não ter detectado nada anormal nas centrais da região. Várias empresas, incluindo as montadoras Honda e Daihatsu, suspenderam a produção para realizar verificações.

As autoridades não anunciaram graves danos materiais e não acionaram o alerta de tsunami após o terremoto.

O tremor, que aconteceu às 07H58 locais (19H58 de Brasília, domingo), provocou apagões em algumas áreas e a suspensão do tráfego ferroviário no horário de pico.

Mais de 170.000 residências foram afetadas.

O terremoto não provocou cenas de pânico. Os canais de televisão exibiram imagens dos passageiros caminhando de maneira calma pelas ferrovias.

O Japão sempre recorda o trauma do terremoto de 11 de março de 2011 no nordeste do país, que provocou um tsunami que deixou 18.000 mortos e um grave acidente na central nuclear de Fukushima.

Após o terremoto, vários tremores secundários foram registrados na região e as autoridades alertaram os habitantes da região contra o risco de desabamentos e deslizamentos de terra.

O Japão está localizado no no Círculo de Fogo do Pacífico, uma extensa região que concentra a maior parte dos terremotos e erupções vulcânicas do planeta.

* AFP

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaEx-aluno da Escola Bolshoi de Joinville morre afogado no Rio Grande do Sul https://t.co/adAuR25GJd #LeianoANhá 7 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaConfira como foi o primeiro dia e a abertura da 80ª Festa das Flores de Joinville https://t.co/TaIaNIrHlS #LeianoANhá 7 horas Retweet

Mais sobre

A Notícia
Busca