Relato de Joesley se baseia em diálogos de terceiros sem comprovação, diz defesa de Lula - A Notícia

Versão mobile

Terremoto no poder19/05/2017 | 15h57Atualizada em 19/05/2017 | 15h57

Relato de Joesley se baseia em diálogos de terceiros sem comprovação, diz defesa de Lula

Em delação premiada, dono da JBS afirmou que o ex-presidente recebeu pagamentos indevidos de US$ 50 milhões em conta no Exterior

Relato de Joesley se baseia em diálogos de terceiros sem comprovação, diz defesa de Lula ALEX SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: ALEX SILVA / ESTADÃO CONTEÚDO
Zero Hora
Zero Hora

Os advogados Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira, que defendem Luiz Inácio Lula da Silva, emitiram nota oficial rebatendo o teor da delação premiada de Joesley Batista, dono da JBS, que cita o ex-presidente da República. À Procuradoria-Geral da República (PGR), Joesley afirmou que Lula recebeu pagamentos indevidos de US$ 50 milhões, depositados em uma conta no Exterior. 

"Verifica-se nos próprios trechos vazados à imprensa que as afirmações de Joesley Batista em relação a Lula não decorrem de qualquer contato com o ex-Presidente, mas sim de supostos diálogos com terceiros, que sequer foram comprovados", afirma o texto dos advogados, que reafirmam a inocência de seu cliente.

Leia mais
Delação da JBS aponta propina de US$ 150 milhões para Lula, Dilma e PT
Dono da JBS diz que Mantega distribuía propina para o PT

Delator da JBS diz ter pago R$ 15 milhões a Temer

Leia a íntegra da nota da defesa de Lula:

"Verifica-se nos próprios trechos vazados à imprensa que as afirmações de Joesley Batista em relação a Lula não decorrem de qualquer contato com o ex-Presidente, mas sim de supostos diálogos com terceiros, que sequer foram comprovados.

A verdade é que a vida de Lula e de seus familiares foi – ilegalmente – devassada pela Operação Lava Jato. Todos os sigilos û bancário, fiscal e contábil – foram levantados e nenhum valor ilícito foi encontrado, evidenciando que Lula é inocente. Sua inocência também foi confirmada pelo depoimento de mais de uma centena de testemunhas já ouvidas – com o compromisso de dizer a verdade – que jamais confirmaram qualquer acusação contra o ex-Presidente.

A referência ao nome de Lula nesse cenário confirma denúncia já feita pela imprensa de que delações premiadas somente são aceitas pelo Ministério Público se fizerem referência – ainda que frivolamente – ao nome do ex-Presidente.

Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira"

Leia as últimas notícias sobre a delação da JBS

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPrisão de PMs reacende crise entre as polícias no Litoral catarinense https://t.co/BM5BBDAIVM #LeianoANhá 19 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaJoinville é a melhor da América do Sul para atrair investimentos estrangeiros, diz estudo https://t.co/O68uJ8OEly #LeianoANhá 1 horaRetweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros