Más condições da SC-417, entre Garuva e Itapoá chamam a atenção de motoristas - A Notícia

Vers?o mobile

 
 

Infraestrutura03/04/2017 | 07h06Atualizada em 03/04/2017 | 08h45

Más condições da SC-417, entre Garuva e Itapoá chamam a atenção de motoristas

Além de buracos e sinalizam escondia pelo mato, local é palco de muita imprudência

Más condições da SC-417, entre Garuva e Itapoá chamam a atenção de motoristas Maykon Lammerhirt/Agencia RBS
Além de buracos em boa parte da rodovia, é possível encontrar também uma série de remendos e ondulações Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

Além do movimento intenso de veículos – mais de 14,1 mil por dia, segundo estatísticas da Polícia Militar Rodoviária –, a SC-417, entre Garuva e Itapoá, chama a atenção pela quantidade de reparos no asfalto. Em uma extensão de pouco mais de 17 quilômetros – depois, quando entra no território do Paraná, ela passa a se chamar PR-412 –, há dezenas de trechos com remendos de asfalto, o que deixa a pista com ondulações.

Leia mais notícias

Obras do contorno de Garuva, no Norte de SC, estão com 88% dos trabalhos concluídos

Governo estadual estuda concessionar estrada entre Itapoá e Garuva, Rodovia do Arroz e Estrada Dona Francisca na região de Joinville

A reta do Palmital, entre os quilômetros 11 e 14 no sentido de Garuva, é um desses trechos. Na sexta-feira passada, ¿AN¿ percorreu toda a rodovia e flagrou funcionários de uma empresa terceirizada que prestava serviços no município de Guaratuba tapando os buracos da pista com as sobras de asfalto. Vale lembrar que para o reparo ser feito com qualidade é necessário ser aberto um processo licitatório.

Empresa que presta serviços para Prefeitura da região tampa buracos para amenizar perigos Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

Não bastassem os buracos, a ausência de acostamento é outro grave problema. A largura existente inviabiliza a parada de qualquer veículo em situação de emergência. Já a vegetação encobre boa parte das placas de sinalização vertical e deixa o motorista, muitas vezes, às cegas na rodovia. E o que falar das retas? Mesmo com o asfalto deteriorado, elas são um convite para os motoristas arriscarem ultrapassagens, mesmo que o limite de velocidade seja de 80 km/h.

Talvez por causa dessa facilidade, o número de acidentes com vítimas na SC-417 tenha subido de sete para dez na comparação entre 1º de janeiro e 26 de março deste ano com o mesmo período do ano passado. Um deles teve vítima fatal. No dia 15 de março, o ex-vereador de Itapoá Ernesto Policarpo de Aquino, de 51 anos, colidiu de frente com uma carreta na altura do km 11 e morreu no local. 

No total, foram registrados 15 acidentes neste ano, cinco sem vítimas.

– São muitos os fatores que dão origem aos acidentes, mas o principal é a imprudência do motorista – diz o subtenente Paulo Cesar Pereira, responsável pelo 18º Grupo do Comando de Policiamento Militar Rodoviário de SC.

SC-416 também oferece riscos

Foto: Maykon Lammerhirt / Agencia RBS

Outra rodovia que corta a região e registra grande movimento de caminhões é a SC-416. Ela faz a ligação da SC-417 com o Porto de Itapoá e tem um fluxo médio de 3.017 veículos por dia – dados referentes a dezembro do ano passado. Com pavimentação inaugurada em janeiro de 2012, a estrada já apresenta sinais de desgaste no asfalto e na pintura das faixas horizontais. Outros problemas recorrentes são a má conservação das placas de sinalização, invariavelmente cobertas pela vegetação ou danificadas pela ação do tempo ou de vândalos.

Recentemente, dois acidentes graves provocaram mortes na rodovia. Um deles aconteceu perto do km 22 no dia 17 de março. O motorista de um utilitário morreu no local após colidir o veículo contra um automóvel. O trecho ali é sinuoso, com curvas fechadas, o que exige muita atenção do condutor. De acordo com o setor de estatísticas da Polícia Militar Rodoviária, quatro acidentes com vítimas foram registrados na SC-416 desde o início do ano, sendo dois deles com mortes.

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaDecisão prevê que Estado forneça equipamentos para  ostomizados de Mafra, no Norte de SC  https://t.co/4k0NvLQ4NChá 39 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaVídeo: pescadores flagram arraia gigante em São Francisco do Sul https://t.co/X6QqTOYr6shá 39 minutosRetweet
A Notícia
Busca