Convocado para a seleção brasileira olímpica, goleiro David, do Criciúma, sonha com vaga nas Olimpíadas - A Notícia

Versão mobile

 

Orgulho carvoeiro06/03/2015 | 18h55

Convocado para a seleção brasileira olímpica, goleiro David, do Criciúma, sonha com vaga nas Olimpíadas

Em entrevista coletiva no H.H., na tarde desta sexta-feira, o goleiro de 19 anos foca na preparação para mostrar do que é capaz e galgar a vaga

Convocado para a seleção brasileira olímpica, goleiro David, do Criciúma, sonha com vaga nas Olimpíadas Fernando Ribeiro/www.criciumaec.com.br
Foto: Fernando Ribeiro / www.criciumaec.com.br

Natural de Itapiranga, no Oeste de SC, o goleiro David Rambo Becker, de apenas 19 anos, está no Criciúma desde 2010. O garoto, de 1,91m de altura e 1,98m de envergadura, chegou ao clube aos 15 anos, quando começou a galgar seu caminho no futebol. O início da tarde desta sexta-feira foi emocionante para o rapaz, que recebeu a notícia de que está entre os 23 convocados para a Seleção Brasileira Olímpica para enfrentar Paraguai e México em amistosos nos dias 27 e 29 de março.

::: Goleiro David, do Criciúma, é convocado para a seleção brasileira olímpica
::: Criciúma anuncia pacotão de
mudanças para disputar o Hexagonal

No Tigre, o garoto participou das conquistas do título do Campeonato Catarinense Sub-20 2013, de vice da Copa do Brasil Sub-20 e Copa Internacional de Santiago, também em 2013. Outra importante conquista foi o título do Torneio Internacional Granate, Taça Diamante, em Lanús, na Argentina, no ano passado. Na atual temporada, David participou de seus três primeiros jogos como profissional no Campeonato Catarinense.

Ao descobrir sobre a convocação, por meio de uma notícia na internet, David confessa que ficou mais emocionado do que esperava. Mas a emoção não interfere na preparação: o garoto quer mostrar do que é capaz, de olho em uma vaga nas Olimpíadas de 2016.

— A convocação é primeiramente Sub-23, mas projeta para as Olimpíadas. Já sonho com as Olimpíadas ano que vem no Brasil. É mais do que só um amistoso, acho que é uma preparação. Tem que aproveitar o máximo possível — disse.

O primeiro jogo com a camisa verde e amarela será no dia 27 de março, contra a seleção olímpica do Paraguai, às 21h30, no Estádio Kleber Andrade, em Vitória, no Espírito Santo. O segundo amistoso será contra a seleção olímpica do México, no dia 29 de março, às 17 horas, no Estádio Castelão, em São Luís, Maranhão.

David conversou com a imprensa de Criciúma em entrevista coletiva na Sala Imprensa Clésio Búrigo, no Estádio Heriberto Hülse, e contou que está muito empolgado para a preparação com a Seleção Olímpica.

Leia a entrevista na íntegra:

Como você recebeu a notícia da convocação?
David —
É uma sensação incrível. Principalmente porque há algum tempo já eu venho esperando. Eu tenho recebido o contato de que haveria uma possibilidade. E veio bem em um momento que eu não esperava, talvez não hoje. Não sabia que a convocação saía hoje, me pegou de surpresa até mais do que o normal. Estou muito emocionado.

Depois que você fechou com o Criciúma foi só alegria na sua carreira?
David —
 O futebol te proporciona esses momentos incríveis. É muito rápido, muito dinâmico. Passei por um momento complicado aqui no clube, mas a bola gira, como se diz na gíria. Até ontem eu estava jogando no profissional e hoje sai essa convocação incrível. Agradeço a toda a minha família e ao Criciúma pelo apoio, é só alegria mesmo.

Como foi o contato, qual foi sua primeira reação?
David  —
Foi meio sem querer. Abri o site do Globo Esporte e estava lá meu nome na convocação. Eu estava lendo as notícias e saiu a convocação do Gallo. Eu vi que era com cinco novidades, acabei entrando pra ver e uma era bem novidade! Eu estava almoçando, perdi a fome. Liguei pra minha mãe, que estava saindo do trabalho, e ela disse que nem ia trabalhar, que precisava cair a ficha primeiro. Foi bem feliz pra todo mundo.

A convocação é uma projeção para as Olimpíadas. Você espera conseguir uma vaga para o ano que vem?
David  —
Exatamente, a convocação é primeiramente Sub-23, mas projeta para as Olimpíadas. Então, se foi dado meu nome é porque alguma coisa a mais tem. Também já sonho com as Olimpíadas ano que vem no Brasil. É mais do que só um amistoso, acho que é uma preparação. Tem que aproveitar o máximo possível.

Você conhece os outros dois convocados? Como será a briga pela titularidade?
David  —
Conheço pela vivência que a gente tem. Acho que dentro do futebol goleiro é a posição que tem mais amizade. Não trabalhei com ninguém, mas conheço os dois.

Você acha que tem um dedo do Rogério Maia, treinador de goleiros que trabalhou com você aqui no Criciúma?
David  —
Pode ser que sim. Não conversei diretamente com ele, mas assim que eu soube que ele tinha voltado para a Seleção, acreditei que isso poderia ser uma coisa muito boa pra mim. Tenho certeza que, de alguma maneira, ele pode ter me ajudado. Acho que será uma ajuda boa do Maia por já me conhecer, mas chegando lá é só gente boa, vou ter que mostrar muito serviço pra ele me colocar pra jogar.

São dois jogos e três goleiros. Tudo indica que o Gallo deve escalar duas equipes diferentes para cada jogo. Você espera uma oportunidade de jogar como titular?
David  —
Tem o Jacsson, que é nome de confiança dele (Gallo), que pode ser que ele coloque jogar. Eu acho que o que mais tem na Seleção é a preparação. Acho que é muito importante, além do jogo. Será tudo pra mim, a oportunidade que eu tenho pra mostrar tudo que eu tenho pra mostrar. Não sei como será o jogo, como é amistoso talvez seja mais tranquilo. Como goleiro é meio difícil, talvez nem tenha como mostrar. Mas acho que esses dias preparatórios serão mais importantes.

DIÁRIO CATARINENSE

 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaHomem cumprindo pena em regime aberto é preso suspeito de roubar loja em Joinville  https://t.co/0AJlTjdZi2 #LeianoANhá 11 horas Retweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaMil litros de lixo são recolhidos durante caminhada em Joinville https://t.co/3O8Xs0fvpk #LeianoANhá 12 horas Retweet
A Notícia
Busca