Mercado já esperava falência da Busscar em Joinville - A Notícia

Versão mobile

 

Análise30/09/2012 | 17h47

Mercado já esperava falência da Busscar em Joinville

Espaço deixado pela fabricante a partir de 2008 foi ocupado rapidamente pelas concorrentes

Mercado já esperava falência da Busscar em Joinville Diorgenes Pandini/Agência RBS
Último dia de produção da Busscar foi na quinta-feira Foto: Diorgenes Pandini / Agência RBS

A saída definitiva da Busscar do segmento de carrocerias de ônibus era esperada pelo mercado, antes mesmo de o juiz Maurício Cavalazzi Povoas, da 5ª Vara Cível de Joinville, assinar o decreto de falência do grupo.

Referência principalmente no segmento de ônibus rodoviários, do qual chegou a ter 40% do mercado em 2000, a empresa fechou 2011, com uma participação de 0,2%.

— O setor não vai sentir a falta da Busscar —, diz o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Carrocerias de Ônibus (Fabus), José Antônio Martins, que também é vice-presidente de relações institucionais da Marcopolo.

O principal entrave à sobrevivência da empresa joinvilense era o pesado endividamento. A última lista de credores, divulgada em fevereiro, sinalizava dívidas de R$ 869,3 milhões com instituições financeiras, fornecedores, funcionários e ex-funcionários. O valor não inclui o passivo tributário.

O dirigente setorial destaca que o espaço deixado pela Busscar foi rapidamente ocupado por suas concorrentes. Três quartos da fatia de mercado que a empresa joinvilense tinha em 2008 ficaram com as gaúchas Marcopolo, considerando também a sua subsidiária Ciferal, e a Mascarello. O restante foi distribuído entre as outras quatro fabricantes: as paulistas Induscar, Comil e Irizar e a gaúcha Neobus.

O pesado endividamento impedia a realização de investimentos para modernizar o parque fabril. Somente no primeiro semestre, a Marcopolo – a maior em faturamento e a segunda em produção – aplicou R$ 145,7 milhões em expansão e melhorias no seu parque fabril, 37,8% a mais do que no mesmo período de 2011. O valor é equivalente ao faturamento da Busscar em 2010.

E mesmo que a decisão de Cavalazzi Povoas fosse outra, os investimentos em modernização na Busscar demorariam a ser retomadas devido à disponibilidade de capacidade ociosa. Isto, em um período em que se espera uma forte demanda, motivada pela Copa do Mundo, em 2014, e as Olimpíadas, em 2016.

Outros fatores que vão estimular o setor são o programa de compra de ônibus escolares, anunciado em agosto, e a necessidade de substituição de parte da frota brasileira.

Os ativos da Busscar, lacrados na noite de quinta-feira, e a mão de obra especializada disponível em Joinville são os principais atrativos para as empresas. A Caio Induscar chegou a fazer uma proposta para comprar a fábrica em outubro no ano passado. A proposta de R$ 40 milhões não foi aceita pela 4ª Vara da Justiça Trabalhista.

Em março, um executivo da Marcopolo cogitou a possibilidade de participar de um eventual leilão de bens. As duas empresas constituíram uma joint-venture que pretende instalar uma fábrica de componentes para carrocerias de ônibus na cidade.

A NOTÍCIA

Notícias Relacionadas

Lágrimas na partida 29/09/2012 | 10h19

Cerca de 400 funcionários da Busscar são demitidos e deixam a fábrica com sentimento de tristeza

Trabalhadores demonstram tristeza e revolta por verem morrer uma das maiores empresas do País na década de 90

Decisão do juíz 28/09/2012 | 10h26

Após falência decretada, Busscar é lacrada e não produz mais ônibus a partir desta sexta em Joinville

Funcionários serão oficialmente avisados pelo administrador da massa falida

Decisão 27/09/2012 | 17h47

Juiz decreta a falência da Busscar Ônibus em Joinville

Processo se arrasta há quase um ano

Economia 27/09/2012 | 10h25

Juiz anuncia destino da Busscar nesta quinta-feira em Joinville

Decreto ou não a falência será determinada por Maurício Povoas

Economia 25/09/2012 | 18h56

Decisão sobre futuro da Busscar fica nas mãos do juiz

Decreto ou não a falência será determinada por Maurício Povoas

Economia 25/09/2012 | 16h56

Banco vota contra plano de recuperação da Busscar

Mais uma negativa pode inviabilizar a proposta

Economia 25/09/2012 | 15h36

Assembleia da Busscar começa de maneira tranquila em Joinville

As únicas manifestações são aplausos e pedidos pela aprovação do plano de recuperação judicial

Economia 25/09/2012 | 12h30

Recredenciamento da assembleia da Busscar ocorre de forma tranquila em Joinville

Credores que perderam os crachás compareceram ao Centreventos na manhã desta terça-feira

Economia 25/09/2012 | 10h10

Começa credenciamento para assembleia da Busscar em Joinville

Empresa pode ter a falência decretada ou a recuperação judicial nesta terça-feira

 
A Notícia
Busca