Produtor digital de Balneário Piçarras expõe em blog sua luta contra o câncer - A Notícia

Versão mobile

Dor compartilhada28/07/2012 | 14h14

Produtor digital de Balneário Piçarras expõe em blog sua luta contra o câncer

Pela internet, ele compartilha detalhes do tratamento, os efeitos da medicação e recebe apoio de internautas

Produtor digital de Balneário Piçarras expõe em blog sua luta contra o câncer Diorgenes Pandini/Agência RBS
Blogueiro encontrou na internet uma ferramenta para vencer a doença com otimismo e humor Foto: Diorgenes Pandini / Agência RBS

Receber a notícia de que se está com um tumor maligno no testículo esquerdo, aos 31 anos, sem ser pai, tem tudo para derrubar a pessoa. Mas o produtor digital Rafael Costa, que mora em Balneário Piçarras e faz o tratamento em Joinville, escolheu enfrentar a situação com força, otimismo e palavras... muitas e bem-humoradas. Para compartilhar o tratamento com os familiares e amigos que vivem em São Paulo, transformou o blog em que escrevia há quatro anos – www.senteseporfavor.blogspot.com.br – num diário de crônicas que relatam o dia a dia da quimioterapia.

Mais: Confira alguns trechos do blog.

A rotina de publicar as crônicas para o blog tem funcionado como válvula de escape. Ele geralmente escreve à noite ou de madrugada e costuma refletir e confidenciar as angústias.

— Tudo tem sido uma experiência fascinante. As idas e vindas ao setor de oncologia (do Hospital São José, em Joinville), principalmente. Digo isso pelo simples motivo de ir e vir todo dia de um lugar onde você é você mesmo. Onde ali, você só pode ser você, desde a hora que chega, até a hora que sai —, diz, em um dos posts.

Nos textos, ele expõe as mudanças físicas e emocionais que a descoberta do câncer e o tratamento com quimioterapia trouxeram para vida dele. Sem esconder as dificuldades e a “agressividade”, Rafael demonstra otimismo ao abordar o enjoo constante e a queda de cabelo, duas das reações mais comuns do tratamento .

— Hoje fez um belo dia aqui, em Piçarras. O frio continua, apesar do céu azul. À noite, a temperatura cai bastante. A careca só aguenta de toca. Já tenho três e vou ganhar uma do São Paulo para ajudar no tratamento. Apesar de que esse Tricolor atual está pior que a quimioterapia. É de cair os cabelos! —, escreveu.

Entre uma sessão e outra, sugere livros e filmes com histórias semelhantes à dele e dá dicas que ele próprio adotou após saber da doença.

— A alimentação continua melhorando a cada dia. Tenho tomado diariamente o suco da ‘Rainha’ (como ele chama a mulher, Gisela Matos dos Passos, de 27 anos)’: laranja com couve. Simples, gostoso e saudável. Não dá para esquecer as carnes, que são essenciais para uma boa recuperação. Peixe é excelente no cardápio de qualquer ser humano. Eu como sempre que posso —, conta.

Sempre com ironia refinada, ele aproveita o espaço para fazer uma ou outra crítica à corrupção na política brasileira, sempre com analogias ou conexão com o câncer e a quimioterapia – o que muitas vezes lhe garante um desabafo.

— Contudo, vou me deitar com uma grande dúvida. Se a minha vontade de vomitar é por conta da quimioterapia ou por conta das atitudes dos nossos governantes de todas as esferas desse imenso país de guerreiros e guerreiras. Seria ótimo se um tratamento quimioterápico pudesse curar a farsa, porque o diagnóstico já esta feito há mais de 500 anos —, publicou.

A descoberta

Rafael descobriu o câncer no testículo no Dia da Mulher – 8 de março. Cerca de um mês antes, já havia percebido que algo estava errado devido a um inchaço.

Em poucos dias, congelou parte do sêmem por indicação médica e fez a cirurgia para retirar o órgão, que já havia aumentado para nove centímetros. Tudo parecia ir bem, fez os exames que detectam os hormônios indicativos deste tipo de câncer – Beta HCG, DHL, Alfa-fetoproteína – e a incidência deles tinha diminuído.

Saiu do emprego em Brusque, onde morava, e foi trabalhar em uma empresa em Brasília, enquanto a “Rainha”, como ele carinhosamente chama a mulher, Gisela Matos dos Passos, 27 anos, permaneceu em Balneário Piçarras.

No meio de junho, após fazer um exame, foi informado pela esposa de que os hormônios haviam subido novamente e que a quimioterapia seria necessária.

— Foi mais difícil do que descobrir que tinha o câncer, porque sempre tive muito medo da quimioterapia —, conta Rafael.

Após receber a notícia, ele voltou rapidamente de Brasília e no dia 2 de julho fez a primeira aplicação. Enquanto Rafael e a esposa aguardavam o começo da sessão, ficaram observando aquele cenário completamente novo que surgia diante deles: pessoas das histórias mais variadas, algumas ainda fortes, outras já bastante debilitadas e, entre uma conversa e outra, surgiu a ideia de começar a alimentar o blog com as “Crônicas de um tumor”.

O tratamento de Rafael está sendo feito com três ciclos de quimioterapia, cada etapa é composta por cinco aplicações diárias, além de outras duas em um intervalo de 15 dias. A previsão é que o produtor digital conclua o tratamento em dois meses.

Suporte de "Rainha"

Para enfrentar este momento difícil, Rafael conta com a ajuda da mulher, Gisela Matos dos Passos, 27 anos. A analista de recursos humanos pegou licença de um mês do trabalho para poder se dedicar exclusivamente ao marido. Para ele, é a ‘Rainha’, dona de uma doçura e positividade contagiantes. Gisela faz questão de preparar as refeições de Rafael, enriquecidas pela horta criada no quintal de casa, além de supervisionar de perto a rotina do marido, a quem está sempre tentando animar.

 

 
 

Siga A Notícia no Twitter

  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaHistoriador Leandro Karnal faz palestra em Joinville nesta quarta https://t.co/Y7R0KrFrpj #LeianoANhá 31 minutosRetweet
  • anonline

    anonline

    Jornal A NotíciaPacientes com hipertensão pulmonar ficam sem remédio que custa 4,5 mil em Joinville https://t.co/rebq17onyA #LeianoANhá 2 horas Retweet
A Notícia
Busca
clicRBS
Nova busca - outros